Topo

Aras alertou Bolsonaro que PGR tem garantias constitucionais

O senador Alessandro Vieira recebeu hoje Augusto Aras, indicado para o ocupar a PGR - Reprodução/Twitter/Sen_Alessandro
O senador Alessandro Vieira recebeu hoje Augusto Aras, indicado para o ocupar a PGR Imagem: Reprodução/Twitter/Sen_Alessandro

Do UOL, em São Paulo

12/09/2019 14h18

Indicado para comandar a PGR (Procuradoria Geral da República), o subprocurador-geral Augusto Aras disse que alertou o presidente Jair Bolsonaro de que o Ministério Público tem "garantias constitucionais".

A declaração de Aras foi flagrada por um repórter cinematográfico da TV Globo enquanto ele participava de uma reunião com o senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE), hoje, em Brasília. Vieira é autor do requerimento da CPI da Lava Toga.

"Presidente, o senhor não pode errar (inaudível), porque o Ministério Público, o procurador-geral da República têm as garantias constitucionais que o senhor não vai poder mandar, desmandar ou admitir sua expressão, ter a liberdade de expressão para acolher ou desacolher qualquer manifestação, mas o senhor não vai poder mudar o que for feito", disse Aras.

Aras foi indicado para substituir a atual comandante da PGR, Raquel Dodge, que deixa o cargo no próximo dia 17.

Mais Política