PUBLICIDADE
Topo

Bolsonaro volta a distorcer OMS e é alvo de panelaços e pedidos de renúncia

Do UOL, em São Paulo

31/03/2020 20h32Atualizada em 31/03/2020 22h29

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) foi alvo de novos protestos durante um pronunciamento feito hoje em rede nacional de TV e rádio. Moradores de várias cidades do Brasil foram às janelas para bater panelas e pedir a saída de Bolsonaro da Presidência.

Bolsonaro voltou a distorcer uma declaração do diretor-geral da OMS (Organização Mundial da Saúde), Tedros Adhanom, para defender o afrouxamento das políticas de distanciamento social, defendidas também pelo seu ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta.

Mais cedo, Adhanom já havia respondido Bolsonaro em duas publicações nas redes sociais, mas sem citar o brasileiro diretamente. Ele escreveu que pessoas "sem salários regulares ou poupanças merecem políticas sociais que garantam dignidade e permitam a elas adotar medidas contra a covid-19".

O presidente ainda reiterou que sua missão é salvar vidas sem deixar os empregos para trás. "Por um lado, temos que ter cautela e precaução com todos, principalmente com mais idosos e portadores de doenças. Por outro, temos que combater o desemprego, que cresce rapidamente", afirmou.

Confira alguns registros dos panelaços e manifestações de hoje:

São Paulo

Rio de Janeiro

Minas Gerais

Pará

Bahia

Ceará

Pernambuco

Paraíba

Distrito Federal

Política