PUBLICIDADE
Topo

Trump se colocou à disposição para cooperar com o Brasil, diz ministro

Bolsonaro e Trump em foto de março; os dois conversaram novamente por telefone nesta sexta-feira (20), onde o americano avisou que desistiu de sobretaxação - BRENDAN SMIALOWSKI/AFP
Bolsonaro e Trump em foto de março; os dois conversaram novamente por telefone nesta sexta-feira (20), onde o americano avisou que desistiu de sobretaxação Imagem: BRENDAN SMIALOWSKI/AFP

Do UOL, em São Paulo

01/04/2020 18h23

O ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, deu mais detalhes durante coletiva no Palácio do Planalto sobre a conversa que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) teve hoje cedo com Donald Trump.

"Foi a conversa de dois presidentes de dois países que são parceiros muito próximos. E que queriam, antes de mais nada, trocar o encorajamento neste momento difícil para todos. Falaram sobre cooperação, o presidente Trump se colocou à disposição para cooperação com o Brasil no que for necessário, na parte de de logística e parte médica, o que pode ser muito importante dada as capacidades dos Estados Unidos", afirmou.

Segundo Araújo, os presidentes não discutiram as medidas de quarentena de cada um vem adotando e nem sobre restrições de estrangeiros em seus respectivos países.

"Não falaram especificamente de medidas de quarentena. Não comparam medidas, e também não se falou sobre restrições de entrada de brasileiros nos EUA ou de americanos no Brasil — isso faz parte das relações globais. Foi basicamente esse telefonema para uma conversa para reconhecer o momento difícil e trocar disponibilidade de cooperação, o que e muito importante", completou.

Hoje pela manhã, Bolsonaro disse hoje ter conversado por telefone com Trump para trocar informações sobre os impactos do coronavírus nos dois países.

Em sua conta oficial no Twitter, Bolsonaro postou uma foto do momento da ligação e afirmou que os líderes também trocaram experiências sobre o uso de hidroxicloroquina no combate à covid-19.

"Nesta manhã tive contato telefônico com o presidente dos EUA, Donald Trump. Trocamos informações sobre o impacto do covid-19, bem como informações sobre o uso da hidroxicloroquina", postou Bolsonaro.

O Ministério da Saúde anunciou hoje que subiu para 241 o número de mortes em decorrência do novo coronavírus no Brasil — aumento de 40 mortes em 24 horas.

A taxa de letalidade é de 3,5%. No total, são 6.836 casos oficiais confirmados no país até agora, segundo o governo — 1.121 diagnósticos em um dia.

Coronavírus