PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Esse conteúdo é antigo

Bolsonaro fragiliza estratégia dos governos estaduais, diz Helder Barbalho

Do UOL, em São Paulo

23/04/2020 14h01

O governador do Pará, Helder Barbalho (MDB), afirmou hoje no UOL Debate que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) "fragiliza a estratégia" dos governos estaduais e do Ministério da Saúde no combate ao coronavírus.

Para Barbalho, a atuação de Bolsonaro coloca a população em dúvida sobre a gravidade da doença. "Neste momento, o cenário ideal é que houvesse uma voz única que liderasse o Brasil ", afirmou.

Desde o início da pandemia, Bolsonaro tem defendido o fim do isolamento social e volta da produção econômica. Além disso, o presidente tem circulado por comércios no Distrito Federal e, no último fim de semana, participou de um ato que pedia o fechamento do Congresso.

Flavio Dino (PCdoB), governador do Maranhão, não poupou críticas à postura de Bolsonaro. "Nós temos um foco errado hoje no debate público em razão das condições singulares que o presidente da república tem, muito calcadas na ideia de saída de quarentena", afirmou.

Dino acredita que a manutenção de empregos e renda é importante, mas destacou que em um país de proporções continentais e com tantas desigualdades "não é possível caminho único".

"A estratégia que deu certo em outros países e a única ação comprovadamente efetiva é o isolamento social", defendeu Barbalho.

O deputado federal Ubiratan Sanderson (PSL/RS) rebateu Barbalho. Segundo ele, Bolsonaro está trabalhando "para que a vida humana seja preservada", disse.

"A prova disso é de 180 medidas que partiram do palácio do Planalto", alegou Sanderson.

Coronavírus