PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Estou imunizado, mas evito contato, diz Bolsonaro ao atender seguidores

Do UOL, em São Paulo*

27/07/2020 10h29

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) voltou a atender os apoiadores na manhã de hoje em frente ao Palácio da Alvorada depois de anunciar no último sábado (25) que o teste para o novo coronavírus teve resultado negativo, o que indicou sua recuperação da covid-19.

Em vídeo publicado por um perfil de apoio no Youtube, Bolsonaro disse que "está imunizado", mas "evita o contato" depois de aparentemente recusar apertar a mão de um dos seguidores. O presidente usava máscara.

"Sem apertar a mão, desculpa aí. Estou imunizado já, mas evito contato", disse Bolsonaro, que volta hoje à agenda de eventos presenciais após ficar em isolamento no Palácio da Alvorada desde o dia 7 de julho, quando anunciou que testou positivo para covid-19. No período, ele despachou por videoconferência com ministros e outras autoridades.

Na agenda de hoje, o presidente recebe o ministro da Defesa, Fernando Azevedo, pela manhã, e o ministro da Economia, Paulo Guedes, à tarde. Sobre o encontro com Guedes, ele adiantou que vai conversar sobre o programa de créditos para micro e pequenas empresas durante a pandemia do novo coronavírus.

"Tenho despacho com Paulo Guedes, vou passar para ele a questão do Pronampe, tem um limite, tantos bilhões cada banco, e acaba rapidinho esse limite", disse Bolsonaro ao ouvir queixas de um seguidor sobre uma possível demora na liberação do crédito.

O presidente ainda se despediu dos seguidores dizendo que tinha "muitos problemas para resolver que fizeram para a gente". "Acabaram com o emprego no Brasil, trabalhar para recuperar isso", disse, sem explicar a quem se referia.

Teste negativo no sábado

Bolsonaro anunciou que havia se recuperado da covid-19 no último sábado. No mesmo dia, o presidente passeou por Brasília e encontrou seguidores.

Antes de anunciar o resultado negativo no sábado, Bolsonaro havia feito um outro teste na última quarta-feira que deu diagnóstico positivo para a covid-19. O resultado freou os planos do presidente de "voltar à normalidade" já semana passada e fazer viagens para o Nordeste.

O Brasil registra até agora 87.052 mortes motivadas pelo novo coronavírus e 2.419.901 pessoas infectadas, de acordo com o levantamento feito pelo consórcio de imprensa formado por Estadão, G1, O Globo, Extra, Folha e UOL junto às secretarias estaduais de Saúde. Além disso, nos últimos sete dias, o país vem mantendo uma média diária de 1.074 mortes por covid-19.

Pelos dados mais recentes do Ministério da Saúde, o Brasil contabiliza 87.004 mortes em decorrência do novo coronavírus e 2.419.091 de infectados.

*Com informações da Estadão Conteúdo.

Coronavírus