PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
1 mês

PSL recorre a Aras e cobra pedido de impeachment do ministro da Saúde

O senador Major Olimpio (PSL-SP), ex-aliado do presidente Jair Bolsonaro - Major Olímpio/Divulgação
O senador Major Olimpio (PSL-SP), ex-aliado do presidente Jair Bolsonaro Imagem: Major Olímpio/Divulgação

Natalia Lazaro

Colaboração para o UOL, em Brasília

20/01/2021 18h12

O líder do PSL no Senado, Major Olimpio (SP) protocolou na Procuradoria-Geral da República (PGR), na tarde de hoje, um pedido de revisão do processo de impeachment do ministro da Saúde, o general Eduardo Pazuello, por "más condutas" no enfrentamento ao novo coronavirus.

No documento, o senador pede que a pasta seja responsabilizada pelas supostas "ilegalidades" acusadas que, segundo o parlamentar, teriam agravado os efeitos da doença no país. No texto, o senador também acusou a pasta pelo atraso das vacinas e pelo caos na saúde pública vivenciado em Manaus.

"Apesar de negado pelo titular da pasta do Ministério da Saúde, consta em documentos oficiais, inclusive direcionados à Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), bem como, até mesmo em aplicativo do Ministério da Saúde a recomendação de uso de medicamentos que não possuem comprovação científica de sua eficácia no combate ao Covid-19, o que induz às pessoas acharem que estão imunizadas e agirem sem a devida cautela com o vírus, não apenas se expondo, mas também a todos que tem contato", diz, no processo.

Em setembro, o Procurador-Geral, Augusto Aras, iniciou um processo de investigação ao ministro pela produção de cloroquina e por iniciativas da pasta à Covid-19. Em decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), o ministro Celso de Mello apontou que somente o chefe da PGR tem o poder de retirar o mandato um ministro.

Política