PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
1 mês

Após 'romaria' de prefeitos, três senadores são diagnosticados com covid-19

Major Olimpio disse que vai se ausentar das sessões presenciais do Senado nas próximas duas semanas - FREDERICO BRASIL/ESTADÃO CONTEÚDO
Major Olimpio disse que vai se ausentar das sessões presenciais do Senado nas próximas duas semanas Imagem: FREDERICO BRASIL/ESTADÃO CONTEÚDO

Luciana Amaral

Do UOL, em Brasília e em São Paulo

02/03/2021 12h24Atualizada em 02/03/2021 17h05

Três senadores anunciaram terem sido diagnosticados com covid-19 entre ontem e hoje. Os testes positivos acontecem após uma 'romaria' de prefeitos ao Congresso Nacional em busca de recursos para emendas.

O senador Major Olimpio (PSL-SP), líder do seu partido na Casa, anunciou hoje que foi diagnosticado com a covid-19. O parlamentar afirmou que tem apenas sintomas leves e iniciou o isolamento domiciliar.

Olimpio disse que, por conta do isolamento, não poderá participar das sessões semipresenciais do Senado nas próximas duas semanas, mas continuará trabalhando de forma remota para a Casa legislativa.

O líder do Cidadania no Senado, senador Alessandro Vieira (SE), também foi diagnosticado com a covid-19 e está com sintomas leves, no momento, informou sua assessoria.

O terceiro senador diagnosticado foi Lasier Martins (Podemos-RS). Ele está com dores no corpo e coriza. De casa, deve participar das sessões de forma online.

O Congresso Nacional está com a circulação de visitantes restrita atualmente, mas, nas duas últimas semanas, prefeitos e assessores lotaram os gabinetes de parlamentares em busca de ajuda para recursos do Orçamento de 2021, em discussão no Parlamento. Filas e aglomerações puderam ser percebidas nas dependências do Congresso, em especial da Câmara.

Questionada pela reportagem, a assessoria de imprensa do Senado afirmou que a Casa "não tem como praxe a divulgação de balanço de casos de covid-19 entre os seus servidores, colaboradores e parlamentares".

Diante do agravamento da pandemia, o governo do Distrito Federal também implementou regras que restringem o funcionamento de parte do comércio.

Dois senadores já morreram por complicações em decorrência da covid-19: José Maranhão (MDB-PB), aos 87 anos, e Arolde de Oliveira (PSD-RJ), aos 83 anos.

Política