PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
8 meses

Após passeio de moto, Bolsonaro viaja para posse de presidente no Equador

Jair Bolsonaro (esq.), ao lado do deputado federal Eduardo Bolsonaro, embarca para Quito, onde participará de posse do presidente eleito do Equador, Guillermo Lasso - Reprodução/Twitter/@BolsonaroSP
Jair Bolsonaro (esq.), ao lado do deputado federal Eduardo Bolsonaro, embarca para Quito, onde participará de posse do presidente eleito do Equador, Guillermo Lasso Imagem: Reprodução/Twitter/@BolsonaroSP

Do UOL, em São Paulo*

23/05/2021 14h57

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) embarcou, no início da tarde de hoje, para Quito, onde participará da posse do presidente eleito do Equador, Guillermo Lasso.

Mais cedo, Bolsonaro participou de um passeio de moto pelas ruas do Rio de Janeiro e causou aglomeração de apoiadores, principalmente em um ato realizado no Aterro do Flamengo. Sem máscara, o presidente não seguiu a recomendação de especialistas que apontam o distanciamento social como forma mais eficaz de evitar a disseminação do novo coronavírus.

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente, postou uma foto nas redes sociais no momento do embarque no Rio de Janeiro. Seus colegas de Câmara Filipe Barros (PSL-PR) e Marcos Feliciano (Republicanos-SP) também participam da viagem.

O ex-banqueiro Guillermo Lasso assumirá a presidência do Equador amanhã em uma cerimônia na Assembleia Nacional na qual receberá a faixa presidencial de Lenín Moreno, que ocupa o cargo interinamente há quatro anos.

O político de centro-direita venceu as eleições do último dia 11 de abril após derrotar o candidato apoiado pelo ex-presidente Rafael Correa, Andrés Arauz.

Além de Bolsonaro, a cerimônia terá a presença dos presidentes do Chile, Sebastián Piñera; da Colômbia, Iván Duque; do Haiti, Jovenel Moise; da República Dominicana, Luis Abinader; de Honduras, Juan Orlando Hernández; e do Uruguai, Luis Lacalle Pou.

*Com informações das agências AFP e EFE.

Veja fotos do passeio de moto de Bolsonaro com apoiadores no Rio

O governo Bolsonaro teve início em 1º de janeiro de 2019, com a posse do presidente Jair Bolsonaro (então no PSL) e de seu vice-presidente, o general Hamilton Mourão (PRTB). Ao longo de seu mandato, Bolsonaro saiu do PSL e ficou sem partido. Os ministérios contam com alta participação de militares. Bolsonaro coloca seu alinhamento político à direita e entre os conservadores nos costumes.