PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
6 meses

Doria provoca Eduardo Bolsonaro por kit intubação e o chama de 'bananinha'

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), disse que não tem medo de ser convocado para CPI da Covid - MISTER SHADOW/ASI/ESTADÃO CONTEÚDO
O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), disse que não tem medo de ser convocado para CPI da Covid Imagem: MISTER SHADOW/ASI/ESTADÃO CONTEÚDO

Do UOL, em São Paulo

26/05/2021 16h17

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), provocou hoje o deputado federal e filho do presidente, Eduardo Bolsonaro (PSL-SP). Doria disse que Eduardo produziu fake news, chamou-o de "bananinha" e afirmou que está fazendo "o trabalho que o papai não fez".

O governador usou seu perfil no Twitter para responder a uma publicação, na mesma rede social, na qual o deputado ataca Doria.

Eduardo compartilhou uma notícia que afirma que a compra de kits intubação anunciada em abril por Doria ainda não foi concluída. Na foto da publicação, o governador aparece segurando um ovo, que é usado na produção de vacinas pelo Instituto Butantan.

"Bananinha, enquanto você produz fakenews e cloroquina, com esse ovo vamos produzir 2 doses da Butanvac", rebateu Doria, mencionando a vacina contra a covid-19 que está sendo desenvolvida pelo Butantan.

Em seu tuíte, Eduardo questiona: "Vai para a CPI também?". Ao que o tucano responde: "Podem me chamar na CPI que vou. Quem não deve, não teme. Não foge de CPI nem do COAF" (Conselho de Controle de Atividades Financeiras).

A convocação de governadores para a CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Covid é uma bandeira de bolsonaristas, que acreditam que a culpa pela situação da pandemia no Brasil deve ser dividida com governos estaduais. Doria, por sua vez, fez menção ao órgão que identificou a movimentação suspeita na conta do irmão de Eduardo, o senador Flávio Bolsonaro (sem partido), que deu origem à investigação do esquema de rachadinhas.

"Sobre os kits intubação, estamos fazendo aqui o trabalho que o papai não fez", concluiu o governador de São Paulo.

Política