PUBLICIDADE
Topo

Política

Kassab vê possibilidade de Bolsonaro não chegar ao segundo turno em 2022

Colaboração para o UOL

13/07/2021 09h55Atualizada em 13/07/2021 12h20

Em entrevista ao UOL News, o presidente nacional do PSD, Gilberto Kassab, disse que enxerga a possibilidade de o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) não chegar ao segundo turno nas eleições presidenciais de 2022.

"Fazendo uma análise das últimas pesquisas, todas elas mostram uma queda crescente na avaliação do governo. Isso dá um caldo suficiente para nós afirmamos que é muito grande a chance de ele (Bolsonaro) nem ir para o segundo turno", disse Kassab ao programa do Canal UOL.

Segundo pesquisa Datafolha divulgada na última quinta-feira (8), a reprovação de Bolsonaro subiu a 51%, maior índice entre os 13 levantamentos feitos pelo instituto desde que o presidente assumiu o governo.

O levantamento também mostrou o cenário eleitoral para 2022, com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) ampliando a vantagem que já tinha sobre Bolsonaro, com o primeiro possuindo 58% e o segundo 31% das intenções de voto.

Questionado pelo apresentador e jornalista Diego Sarza sobre o possível impeachment de Bolsonaro — que, também segundo o Datafolha, é defendido pela maioria dos brasileiros —, Kassab avaliou não haver, por ora, elementos para dar prosseguimento ao processo.

"Nós não podemos banalizar o impeachment, temos que valorizar o voto do eleitor. Hoje, com as informações disponibilizadas, eu ainda não vejo fato concreto que justifica o impeachment", analisou o ex-prefeito de São Paulo.

Sobre a pandemia de covid-19, Kassab deixou claro que não concorda com a tomada de decisões do governo e classificou o cenário atual como uma "bagunça". Ele disse ainda que "o Brasil está sem rumo, sem projetos".

Política