PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
1 mês

Bolsonaro: ICMBio e Ibama 'exageram' na preservação e 'afugentam turista'

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido), disse hoje, em entrevista a uma rádio do Vale do Ribeira, que turismo é prejudicado pela preservação - Ueslei Marcelino/Reuters
O presidente Jair Bolsonaro (sem partido), disse hoje, em entrevista a uma rádio do Vale do Ribeira, que turismo é prejudicado pela preservação Imagem: Ueslei Marcelino/Reuters

Do UOL, em São Paulo

23/08/2021 10h39Atualizada em 23/08/2021 10h54

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse hoje em entrevista a uma rádio do interior de São Paulo que a "o exagero" da preservação ambiental "afugenta os turistas".

O chefe do Executivo federal criticou o Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis) e o ICMBio (Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade) alegando que os dois órgãos de preservação fazem com que "tudo seja proibido".

Bolsonaro citou uma viagem que fez à Gruta da Tapagem, mais conhecida como Caverna do Diabo, no Vale do Ribeira, interior paulista. De acordo com o presidente, as "imposições e burocracias" para que os turistas circulem na região e preservem o local são um "exagero" e reduzem a esperança de uma retomada econômica do setor de viagens na região. As declarações foram feitas em entrevista à Rádio Nova Regional.

As imposições, ingerências, burocracia e um certo exagero na questão ambiental, afugentam o turista. O turista quer ser bem tratado, bem recebido, e ele é o nosso patrão. Tudo é proibido. Enquanto não mudarmos essa mentalidade junto ao ICMBio e o Ibama não tem como dar muita esperança para que o turismo se desenvolva na região [do Vale do Ribeira]
Jair Bolsonaro

A resposta de Bolsonaro foi dada após o presidente ouvir uma "reivindicação" dos empreendedores do setor, transmitida pelo radialista que o entrevistava. "O pessoal me cobrou e agora de manhã me cobraram de novo. Pede para o presidente ajudar no Ecoturismo do Vale do Ribeira", disse o radialista.

Bolsonaro desembarcou na região ainda no sábado (21) para visitar a mãe, Olinda Bonturi Bolsonaro, de 94 anos, que reside em Eldorado. Sem máscara, o chefe do Executivo federal realizou a visita ao lado dos filhos, vereador carioca Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ) e o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) .

Bonturi está com problemas de saúde, segundo o presidente. "Minha mãe está com 94 anos. Ela não me reconhece mais", disse Jair Bolsonaro, em entrevista ao SBT.

Nascido em Glicério, região de Araçatuba, Bolsonaro viveu a infância em Eldorado, onde concluiu os estudos básico e seguiu até ingressar na carreira militar. Outros parentes, como tios e sobrinhos do presidente, ainda vivem na cidade, onde está sepultado o pai de Bolsonaro, Percy Geraldo Bolsonaro.

Desmatamento da Amazônia em julho é o maior em 10 anos

Apenas em julho deste ano, a Amazônia perdeu uma área de floresta maior do que a da cidade de São Paulo.

O desmatamento acumulado nos últimos 12 meses — entre agosto de 2020 e julho de 2021 — é 57% maior do que o registrado no período anterior, de agosto de 2019 a julho de 2020

Os dados foram divulgados pelo Imazon (Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia) e mostra que uma área de 10.476 km² foi devastada na Amazônia.

O desmatamento na região colabora para uma série de eventos climáticos críticos, no Brasil e no mundo, como períodos de grande estiagem ou de quedas de temperatura brutas.

Política