PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
1 mês

Reinaldo: Documento 'Projeto de Nação' é delírio da extrema direita militar

Colaboração para o UOL

25/05/2022 12h55Atualizada em 25/05/2022 13h10

O colunista do UOL Reinaldo Azevedo disse, durante comentário no UOL News hoje, que o documento "Projeto de Nação", lançado por institutos ligados a militares, é um "delírio da extrema-direita militar". Os institutos Villas Bôas, Sagres e Federalista apresentaram as propostas.

"Um delírio da extrema direita militar, principalmente da reserva, mas claro que encontra eco entre militares da ativa. Em que país democrático você tem um partido militar? Isso seria um partido militar", analisou o jornalista.

O documento, noticiado originalmente pelo jornal O Estado de S.Paulo, traça um cenário no qual se projeta o domínio do bolsonarismo no País até 2035. O vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB) participou do evento de lançamento.

O documento de 93 páginas aborda 37 temas estratégicos. Trata de geopolítica, governança nacional, desenvolvimento, ciência, tecnologia, educação, saúde, defesa nacional e segurança. A Amazônia é citada em Defesa Nacional, no capítulo Integração da Amazônia.

"Vale também como uma lição adicional. Tinha muita gente que achava que Hamilton Mourão não era como Bolsonaro. Em muitos aspectos, ele é até pior, porque é um pouquinho mais preparado intelectualmente e não coloca esse pouco que aprendeu a serviço da democracia do Estado de Direito", acrescentou Reinaldo.

Política