PUBLICIDADE
Topo

China tira pangolim de sua lista de ingredientes para medicina tradicional

Animal é suspeito de ser o vetor da transmissão do novo coronavírus para os humanos - Nguyen Huy Kham
Animal é suspeito de ser o vetor da transmissão do novo coronavírus para os humanos Imagem: Nguyen Huy Kham

Em Pequim (China)

10/06/2020 12h39

A China removeu o pangolim, uma espécie em extinção, de sua lista oficial de ingredientes para remédios tradicionais, informou a imprensa estatal do país ontem.

Juntamente com o pangolim sumiram da lista de farmacoterapia tradicional as substâncias extraídas das fezes dos morcegos, informou o Health Times.

O pangolim, um pequeno mamífero conhecido por suas escamas, pode ter tido um papel fundamental na transmissão do novo coronavírus ao homem, segundo estudos.

Suas escamas são altamente valorizadas na medicina tradicional chinesa, embora os cientistas afirmem que não têm valor terapêutico.

As autoridades ambientais deram na sexta-feira o mais alto nível de proteção oficial da China aos pangolins, para tentar limitar sua perseguição.

A China começou a limitar a venda de animais selvagens nos mercados nos últimos meses, após a catástrofe global causada pelo novo coronavírus, que emergiu oficialmente em um mercado na cidade de Wuhan em dezembro.

Coronavírus