PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

'Nunca é tarde para mudar curso das coisas', diz diretor-geral da OMS

27.mai.2020 - O diretor-geral da OMS (Organização Mundial da Saúde), Tedros Adhanom Ghebreyesus, em coletiva de imprensa sobre o coronavírus - Christopher Black/Organização Mundial da Saúde (OMS)/AFP
27.mai.2020 - O diretor-geral da OMS (Organização Mundial da Saúde), Tedros Adhanom Ghebreyesus, em coletiva de imprensa sobre o coronavírus Imagem: Christopher Black/Organização Mundial da Saúde (OMS)/AFP

29/09/2020 12h02

Genebra, 29 Set 2020 (AFP) - "Nunca é tarde demais para mudar o curso das coisas", afirmou o diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, no momento em que o número de mortos pelo novo coronavírus passa de um milhão no mundo.

"A lição mais importante é sempre a mesma: qualquer que seja a etapa da pandemia em um país, nunca é tarde demais para mudar o curso das coisas", escreve Ghebreyesus, que dirige a luta contra a pior pandemia em um século, em uma coluna de opinião publicada no jornal britânico "The Independent".

O artigo foi publicado no mesmo dia em que a Organização Mundial da Saúde, com sede em Genebra, registrou o marco de um milhão de óbitos de uma pandemia começou no final de dezembro na China e, depois, espalhou-se pelo mundo todo. Até agora, pelo menos 33 milhões de pessoas foram contaminadas e, em alguns casos, houve graves sequelas.

"Um milhão de pessoas perdeu a vida por causa da covid-19, e muitas outras sofrem por causa da pandemia", destacou Tedros, que também apontou a rapidez, sem precedentes, com que o mundo conseguiu desenvolver testes e se mobilizar para encontrar vacinas eficazes e seguras o quanto antes.

A pandemia, que pareceu durante um tempo estar sob controle em grande parte do planeta, volta a ganhar terreno com a reabertura das economias nacionais.

A OMS registrou um recorde de quatro milhões de infecções confirmadas nas últimas duas semanas.

Coronavírus