Topo

Campanha alerta população para cuidados com a voz

Do UOL

Em São Paulo

16/04/2014 12h25

Você sabia que cerca de 70% da população brasileira ativa é constituída de profissionais da voz, como os professores, atores e operadores de telemarketing? Para conscientizar a população sobre os cuidados com esta importante ferramenta de comunicação do corpo humano, especialistas lançaram uma campanha no Parque do Povo, em São Paulo. Esta quarta-feira (16) é o Dia Mundial da Voz.

O objetivo da campanha é alertar a população sobre os principais cuidados com a voz e sobre a prevenção de doenças vocais, um das principais causas de afastamento dos professores de suas funções.

Outra grande preocupação da ABLV é reduzir os casos de câncer de laringe, já que o Brasil ainda figura na lista dos países com maior incidência da doença.  

A ação foi promovida pela ABLV em parceria com a Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial. 

Tour 

Para levar as informações para a população de forma didática e divertida, a “Campanha Nacional da Voz” troue a São Paulo uma superestrutura inflável em formato de boca gigante. A exposição permite ao público conhecer a fisiologia desta área do corpo humano, além do processo de produção da voz. 

Fernando e Sorocaba, da dupla sertaneja, são os padrinhos da campanha este ano. A dupla aproveita um de seus maiores sucessos para dar o recado: “Tenso é não cuidar da saúde”.

Voz

A voz é produzida na laringe pela vibração das cordas vocais. Essa vibração acontece por meio do ar que vem do pulmão, e o som produzido é moldado pela garganta, nariz, e boca. Quando a voz fica rouca, é sinal de que existe algo errado. Algumas causas são quadros de gripe e o refluxo do conteúdo do estômago (refluxo gastro-esofágico). Porém, muitos casos de rouquidão estão relacionados ao abuso vocal, seja gritando, falando em alta intensidade em locais com muito ruído ou por muito tempo sem dar descanso para a voz (repouso vocal).

O otorrinolaringologista Gustavo Korn, coordenador da campanha, explica a importância de estar atento aos sinais das cordas vocais, como dores, esforço ao falar e rouquidão frequente. “Nos casos de rouquidão que persistem por mais de duas semanas, é fundamental a avaliação médica, que inclui exames das pregas vocais, como a fibronasolaringoscopia (fibra flexível colocada pelo nariz até a laringe) ou a telelaringoscopia (o médico introduz pela boca do paciente um tubo rígido e apoia a língua com uma gaze). É muito importante descartar o câncer de laringe que, na maioria das vezes, a voz rouca é a primeira manifestação”.

Dicas

Uma equipe de especialistas das associações ligadas à campanha reuniu as dez principais recomendações para a preservação da saúde da voz:

- Evite gritar ou falar alto em ambientes ruidosos;
- Não é recomendável ingerir líquidos ou alimentos muito gelados, principalmente em dias quentes;
- Fumar é altamente nocivo à saúde do sistema respiratório, principalmente às pregas vocais.
- O consumo excessivo de bebidas alcoólicas também é nocivo, pois propicia um efeito analgésico na laringe, causando abusos do aparelho vocal.
- É importante beber bastante água e manter uma alimentação leve, sem exagerar no consumo de alimentos gordurosos ou muito condimentados;
- Falar durante exercícios físicos de impacto, como vôlei e tênis, pode prejudicar as cordas vocais.
- Pigarrear e sussurrar são hábitos aparentemente inofensivos que podem trazer grandes prejuízos à voz.
- Chupar balas ou pastilhas para aliviar dores na garganta traz efeito anestésico, levando também a abusos vocais.
- O uso excessivo de ar condicionado pode traz problemas ao resfriar e reduzir a umidade do ar, provocando o ressecamento das cordas vocais.
- A qualquer sinal de problemas, como dores na garganta, rouquidão, cansaço ao falar, tosse, pigarro ou dificuldade para engolir, procure um médico Otorrinolaringologista.

Mais Notícias