PUBLICIDADE
Topo

Quarto americano infectado por ebola chega aos EUA para tratamento

Do UOL, em São Paulo

09/09/2014 11h15

Um avião médico que transportou o quarto americano infectado com o vírus ebola na África ocidental desembarcou em Atlanta, nos Estados Unidos, na manhã desta terça-feira (9). Ele receberá tratamento no Hospital Universitário Emory, onde outros dois compatriotas foram tratados com uma droga experimental, já que não há cura para a doença. Seu nome e ocupação não foram revelados.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) informou que um médico que trabalha em um centro de tratamento de ebola em Serra Leoa atestou positivo para a doença. Esse médico estava em condição estável na segunda-feira em Freetown e sendo transferido. Mas não há confirmação se se trata do mesmo caso.

O avião pousou por volta das 9h20 (horário local) em uma base aérea em Marietta, noroeste de Atlanta. O porta-voz da Força Aérea, tenente-coronel James Wilson confirmou a chegada.

Mais sobre o ebola

O paciente será alojado em uma unidade especial de isolamento do hospital.

No mês passado, o médico Kent Brantly e a missionária Nancy Writebol, ambos norte-americanos, foram tratados com sucesso em Emory após contraírem ebola na Libéria.

Mais recentemente, o médico Rick Sacra, 51, que também contraiu ebola na Libéria, foi transferido para o Centro Médico de Nebraska, em Omaha. Seu estado de saúde é estável e, segundo sua família, ele já consegue se alimentar.

Uma epidemia de ebola assola a Libéria, Serra Leoa e Guiné, com casos também na Nigéria e um no Senegal, que totalizam mais de 2.000 mortes. Um surto de ebola também foi constatado na República Democrática do Congo, mas sem relação com a epidemia da África ocidental.

(Com AP)

Saiba mais sobre ebola

  • O que é o ebola?

    A doença é causada pelo vírus ebola e, no surto atual, já matou quase a metade dos pacientes diagnosticados com a doença. Tem sintomas como febre, vômito, diarreia e hemorragia.

  • Como se contrai o vírus?

    O ebola é transmitido pelo contato direto com sangue e fluídos corporais (suor, urina, fezes e sêmen) de pessoas contaminadas e de tecidos de animais infectados.

  • Quais países têm mais casos de ebola?

    Guiné, Libéria e Serra Leoa vivem surtos de ebola. Na Nigéria houve casos da doença, mas o vírus deixou de ser ameaça no país. EUA e alguns países europeus resgataram compatriotas infectados para tratamento.

  • Quem tem mais risco de contrair a doença?

    Parentes dos pacientes e os profissionais de saúde que tratam os pacientes com ebola são os indivíduos em maior situação de risco. Mas, qualquer pessoa que se aproxime de infectados ou de seus corpos sem vida se coloca em risco.

  • O ebola tem cura?

    Não há remédio que cure o ebola propriamente. Existem apenas medicamentos e vacinas experimentais sendo testadas no Canadá, nos Estados Unidos e na África, que surtiram o efeito desejado, isto é, zeraram a carga viral dos infectados. Quem sobreviveu ao tratamento continuará sendo monitorado por um tempo.