PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus: Brasil anuncia 3º paciente confirmado e 531 casos suspeitos

Passageiros desembarcam usando máscaras no Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo - NELSON ALMEIDA / AFP
Passageiros desembarcam usando máscaras no Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo Imagem: NELSON ALMEIDA / AFP

Felipe Amorim

Do UOL, em Brasília

04/03/2020 17h36Atualizada em 04/03/2020 19h32

O número de casos suspeitos do novo coronavírus no Brasil subiu para 531 casos, segundo informou hoje o Ministério da Saúde. Ontem esse número era de 488 casos suspeitos. A pasta também anunciou que um terceiro paciente foi oficialmente diagnosticado com covid-19 e que um quarto está em análise, à espera de uma contraprova.

São Paulo lidera o número de casos suspeitos, com 136 pacientes, seguido pelo Rio Grande do Sul com 98 e Minas Gerais com 82. Os três diagnósticos confirmados até agora são todos na capital paulista.

São considerados suspeitos os casos de pacientes que apresentem algum sintoma gripal e febre, e que estiveram nos últimos 14 dias em algum dos países com transmissão local do coronavírus.

Ontem o Ministério da Saúde ampliou de 16 para 27 o número de países nessa lista de alerta.

Terceiro caso confirmado e adolescente sob suspeita

O terceiro caso confirmado é o de um empresário colombiano que mora em São Paulo e foi atendido no Hospital Albert Einstein.

O empresário viajou por quatro países da Europa em fevereiro antes de retornar ao Brasil. Entre os dias 9 e 29 de fevereiro ele passou por Espanha, Itália, Áustria e Alemanha.

Além dos três casos confirmados, o Ministério da Saúde também investiga um quarto possível caso, cujo teste deu positivo num laboratório privado. Para confirmar ou descartar a suspeita, é preciso aguardar o resultado de um segundo exame - contraprova - para identificar o vírus que está sendo feito pelo laboratório do Instituto Adolfo Lutz.

Esse quarto caso é o de uma adolescente de São Paulo que também esteve na Itália recentemente. Ela não apresenta sintomas, mas foi submetida ao teste após procurar uma unidade de saúde ao retornar da viagem.

Em todos os três casos já confirmados no país, e também esse quarto caso sob investigação, é considerado que a contaminação pelo vírus ocorreu no exterior. O Ministério da Saúde considera que ainda não ocorre a transmissão do coronavírus internamente no país.

No mundo, o número de casos confirmados do novo coronavírus chegou a 90.870, a maioria registrados na China (80.304 casos). O número de mortes provocadas pelo vírus, segundo a última atualização pela OMS (Organização Mundial de Saúde) é de 3.112, sendo a maioria também na China (2.946 mortes).

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, orientou as pessoas que voltam de países com circulação do vírus a permanecer atentas aos sintomas, como febre, tosse e dificuldade de respirar.

Segundo Mandetta, não é necessário que pessoas sem sintomas procurem atendimento médico. Mas o ministro defendeu cautela nos 14 dias após a viagem, fase considerada como de incubação do vírus. Nesse período, o ministro disse ser importante estar atento ao aparecimento de sintomas.

Saúde