PUBLICIDADE
Topo

Infectado por coronavírus no ES deu aula por uma semana em duas escolas 

iStock
Imagem: iStock

Vinicius Rangel

Colaboração para o UOL, em Vitória

16/03/2020 12h36

O cunhado do capixaba infectado pelo coronavírus que desrespeitou o isolamento e viajou do Espírito Santo para São Paulo também está com covid-19. Ele deu aula na semana passada em duas escolas no município de Linhares, na região norte do Estado. A informação foi confirmada ao UOL pelo prefeito Guerino Zanon na manhã de hoje.

A Secretaria de Saúde de Linhares foi informada anteontem. No município, dez casos suspeitos estão sendo monitorados — a maioria, de pessoas que tiveram contato com o professor. Como medida emergencial, foram suspensas as aulas na Escola Estadual de Ensino Fundamental Auto Guimarães, no bairro Shell, e na Escola Municipal de Ensino Fundamental Professora Maria Aparecida Lavagnoli, no bairro Interlagos.

"Imediatamente quando ficamos sabendo dessa situação resolvemos suspender por uma semana as aulas das duas escolas onde ele deu aula. A gente não consegue precisar quantas pessoas ele teve contato, é uma cadeia, algo que é impossível contabilizar, mas estamos monitorando todos. Quando alguém apresenta qualquer sintoma, nós já buscamos fazer testes e medicações", disse o prefeito.

Além das duas escolas, estão suspensas as aulas em toda a rede municipal de ensino por também por uma semana, assim como na Faculdade de Ensino Superior de Linhares (Faceli). Foram canceladas todas as atividades com idosos nos Centros de Referência e Assistência Social (Cras) e projetos sociais que envolvem a Terceira Idade. Houve a suspensão das feiras livres dos bairros Novo Horizonte e Araçá e do Festival de Botecos e de todos os eventos e competições esportivas com grandes aglomerações.

Transmissão comunitária

O professor, que não teve a idade divulgada, foi infectado pelo coronavírus depois de visitar o irmão da mulher dele, no município de Vila Velha, que também estava com a doença. O encontro teria acontecido na semana passada. Esse foi o primeiro caso de transmissão comunitária confirmado no Estado.

"Esse professor foi visitar o irmão da mulher dele em Vila Velha e lá ele foi contaminado. A mulher do servidor também começou a passar mal e teve alguns sintomas. No caso dela, o teste para o coronavírus deu negativo, mas ela vai passar por um novo teste ainda essa semana para confirmar novamente que ela não está com o vírus. Estamos tomando todos os cuidados".

O infectado de Vila Velha que quebrou o isolamento viajou para São Paulo na sexta-feira (13). Na capital paulista, ele foi localizado pela Polícia Federal, que obrigou o homem de meia-idade a ficar em monitoramento em um hotel, pela equipe do Ministério da Saúde. As identidades deles não foram divulgadas.

A Secretaria Estadual de Saúde do Espírito Santo confirmou que os passageiros do voo em que o paciente infectado esteve, estão sendo monitorados por uma equipe do Governo Federal. "A Sesa informa que já foi iniciado o protocolo definido pelo Ministério da Saúde. Está em andamento", afirmou por nota.

Saúde