PUBLICIDADE
Topo

Saúde

DPU recomenda que moradores de rua sejam protegidos da covid-19 em ginásios

Marcelo Oliveira

Do UOL, em São Paulo

17/03/2020 19h02

A DPU (Defensoria Pública da União) recomendou aos Estados e Municípios de todo o país que garantam medidas de higiene e proteção para evitar que a população de rua seja contaminada pela covid-19.

Uma das propostas da DPU é para que espaços públicos educacionais e esportivos com banheiros e vestiários, que estejam fechados por motivos de isolamento da população, sejam utilizados para acomodar o excedente de população em situação de rua e liberados para que eles possam tomar banho.

Álcool gel, máscaras e informação

A DPU recomenda que os albergues e outros abrigos destinados às pessoas que estão vivendo nas ruas tenham álcool gel, máscaras individuais de proteção descartáveis e materiais informativos sobre o novo coronavírus.

Na recomendação, a DPU pede que suas unidades nas capitais dos Estados sejam informadas sobre as providências que estão sendo tomadas em relação ao vírus e quais as políticas públicas para prevenção das pessoas em situação de rua.

Na recomendação, os membros do Grupo de Trabalho População em Situação de Rua da DPU pede também que, nos abrigos, sejam destinados espaços específicos para os grupos de risco da doença, como idosos, pessoas imunossuprimidas (diabéticos e pessoas com HIV, por exemplo) e portadores de doenças respiratórias e doenças crônicas.

Apesar das medidas solicitadas, a DPU salienta que a covid-19 não pode ser usada como argumento para a internação indiscriminada e obrigatória de pessoas em situação de rua em instituições e albergues.

Más condições

Segundo a recomendação do grupo da DPU, as medidas especiais para a população em situação de rua se justificam por motivos legais e científicos.

Ainda de acordo com a DPU, "o impacto desproporcional [de epidemias] na população de rua, a quem são destinados abrigos em más condições sanitárias, criam um ambiente muito propício a transmissões [de doenças]".

Saúde