PUBLICIDADE
Topo

Mandetta reforça que isolamento não significa que é para ficar na piscina

A recomendação é: fique em casa se tiver qualquer um dos sintomas de gripe - Shutterstock
A recomendação é: fique em casa se tiver qualquer um dos sintomas de gripe Imagem: Shutterstock

Do UOL*, em São Paulo

20/03/2020 11h20

"O isolamento domiciliar não é descer para tomar banho de piscina e dar festa no play". O apelo foi feito pelo Ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, durante o anúncio de novas recomendações para que a população fique em casa por conta da pandemia do novo coronavírus, realizado ontem.

O ministro pediu que as pessoas evitem sair de suas residências diante de qualquer sintoma parecido com o da gripe, como dor no corpo, secreção no nariz, febre, dor na garganta. E a recomendação se estende para os familiares também. Em alguns casos, a recomendação é de que a família também receba atestado médico de 14 dias mesmo que não tenham ido na consulta.

É bom lembrar que a orientação do Ministério da Saúde vale para pacientes com sintomas leves e que não precisam de internação ou atendimento hospitalar. Segundo Mandetta, a maior parte dos casos, cerca de 86% das infecções pelo novo vírus, são de fácil recuperação e apresentam apenas sintomas leves.

"Quando a gente fala: está gripado, está com sintomas, é isolamento domiciliar com a sua família. Isolamento domiciliar é isolamento domiciliar. Vamos primeiro na educação e consciência. Vamos medir esta semana. Por favor, brasileiros: caso de gripe, recolha sua família e fiquem em isolamento", afirmou Mandetta, segundo informações do jornal O Globo.

As recomendações do Ministério da Saúde para quem tem sintomas de gripe são:

  • Todas as pessoas com sintomas respiratórios devem ficar 14 dias em isolamento domiciliar.

  • As demais pessoas que habitam a mesma casa também deverão realizar isolamento domiciliar por 14 dias, mesmo que não apresentem sintomas.

  • Os serviços de saúde deverão fornecer atestado de 14 dias para todas as pessoas do domicílio, mesmo aquelas que não estiverem presentes na consulta da pessoa com sintomas.

Idosos

O Ministério da Saúde também emitou outras recomendações para os idosos, que são considerados um grupo de risco para o coronavírus, e devem evitar aglomerações sociais:

  • Todas as pessoas com mais de 70 anos deverão evitar comparecimento ao trabalho ou demais ambientes fechados.
  • A recomendação é sair de casa apenas para atividades essenciais (mercado, farmácia, serviços de saúde), que não possam ser realizadas por outra pessoa do domicílio/cuidador.
  • Comunidades, vizinhos, grupos de amigos são incentivados a organizarem-se para que as pessoas com mais 60 anos recebam seus bens de primeira necessidade sem precisar sair de casa.
*Com informações de Felipe Amorim

Coronavírus