PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Governo zera imposto de remédios importados contra coronavírus

25.mar.2020 - O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) - Marcos Corrêa/PR
25.mar.2020 - O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) Imagem: Marcos Corrêa/PR

Do UOL, em São Paulo

26/03/2020 10h39

O governo federal zerou o imposto de importação que incide sobre a cloroquina e a azitromicina, medicamentos testados de maneira preliminar no tratamento de pacientes acometidos pela covid-19, doença causada pelo novo coronavírus.

A resolução foi publicada hoje no Diário Oficial da União e anunciada pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) nas redes sociais.

"Com o objetivo de facilitar o combate ao coronavírus, zeramos o Imposto de Importação da cloroquina e da azitromicina, para uso exclusivo de hospitais em pacientes em estado crítico. Essa redução também se estende a outros produtos e vai fazer toda a diferença em nossa luta!", escreveu o presidente nas redes sociais.

A cloroquina é usada no tratamento da malária, e a azitromicina é um antibiótico já indicado para tratamento de infecções, inclusive nos pulmões, órgão afetado pela covid-19.

Há estudos indicando melhoras de pacientes com o uso da cloroquina. A droga é alvo de mais de 20 pesquisas ao redor do mundo, que têm indicado eficácia no combate ao coronavírus. No entanto, o fato é que o uso da substância contra a covid-19 ainda não é seguro.

O presidente também informou que o governo suspendeu temporariamente os direitos antidumping para importações de seringa e tubos para coleta de sangue. O dumping ocorre quando uma companhia exporta um produto por um preço abaixo daquele praticado no mercado de origem.

"Assim, poderemos adquirir esses equipamentos essenciais por preços menores e deixá-los acessíveis para a população mais vulnerável", disse Bolsonaro.

Coronavírus