PUBLICIDADE
Topo

Damares pede oração e jejum e cita ciência: 'Fé renova esperança'

Damares Alves no Conselho de Direitos Humanos da ONU - Fabrice Coffrini / AFP
Damares Alves no Conselho de Direitos Humanos da ONU Imagem: Fabrice Coffrini / AFP

Do UOL, em São Paulo

03/04/2020 17h07

A ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, defendeu hoje a ideia do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) pedir para que o Brasil faça um dia de oração e até mesmo jejum no combate ao coronavírus. Em entrevista à "CNN Brasil" hoje, ela disse que é importante "renovar a fé do povo brasileiro".

Ontem, Bolsonaro disse à rádio Jovem Pan que fará um chamado nacional de jejum religioso para que o país se livre da pandemia de covid-19. De acordo com Damares, a ideia foi um pedido da comunidade cristã brasileira.

"Esse é um país que a religiosidade é forte. Quem lida com a comunidade cristã, evangélicos e católicos, tem sido um apelo para que tirássemos um dia de oração. Alguns presidentes já fizeram, o da Guatemala, dos EUA fez e outros também. Que o país parasse ou quem sabe jejum por algumas horas. Ele atendeu ao pedido de pastores e padres. Eu achei interessante parar um dia para orar, é importante", afirmou.

A ministra acredita que é hora de renovar a esperança do povo brasileiro. Segundo ela, a ciência já provou que a fé é capaz de alcançar o feito.

"A ciência já mostrou que a fé alcança, renova a esperança. Precisamos falar em esperança, por favor, precisamos renovar a esperança do nosso povo", disse.

Damares também revelou o número de ligações e denúncias que a pasta recebeu nos últimos dias para ilustrar o aumento da violência doméstica no período da quarentena.

"Recebemos 264 mil ligações. Dessas, geramos 30 mil denúncias. Um aumento de 9% em relação a fevereiro. Mas no Rio de Janeiro, o aumento foi de mais de 50%", disse a ministra. "Essa indicação mostra que a violência já está crescendo no Brasil. E a violência não só contra a mulher, mas a violência contra as crianças, o abuso, a exploração sexual de crianças e adolescentes", completou.

Cidade mineira decreta dia de oração e jejum

A Prefeitura de Alterosa, cidade no interior de Minas Gerais, decretou o dia 4 de abril, amanhã, como dia de oração e jejum para combater o novo coronavírus.

"Fica decretado um dia de jejum e oração no Município de Alterosa/MG, a saber, o dia 04 de abril de 2020, recomendado a toda a população que puder, que se dedique nesse dia para jejuar e orar a Deus pedindo que tenha misericórdia da população de nosso Município diante da pandemia mundial do COVID-19, que se encontra adoecendo e matando milhares de pessoas no mundo e que já ceifou a vida de centenas de pessoas no nosso país", diz o decreto assinado pelo prefeito Hermes de Souza Silva (PSB-MG).

Coronavírus