PUBLICIDADE
Topo

Governo dos EUA promete 1 mil respiradores ao Brasil, diz Ernesto Araújo

Presidente dos EUA, Donald Trump, e presidente Jair Bolsonaro em encontro na Flórida - TOM BRENNER
Presidente dos EUA, Donald Trump, e presidente Jair Bolsonaro em encontro na Flórida Imagem: TOM BRENNER

Do UOL, em São Paulo

24/05/2020 17h02

O ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, informou que conversou com representantes da Casa Branca e recebeu a informação de que os Estados Unidos vão doar 1.000 respiradores ao Brasil. A doação foi divulgada via Twitter na tarde deste domingo. Não foi estipulada uma data para a chegada dos equipamentos.

Os respiradores são considerados essenciais para o combate ao coronavírus porque não há remédios para a infecção. O equipamento é vital para manter o paciente vivo, mas com a pandemia atingindo dimensões globais os aparelhos ficaram escassos e caros. Os Estados Unidos foram criticados por sua postura de garantir meios para tratar sua população e ignorar contratos assinados antes.

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), reclamou que o governo americano estava confiscando respiradores que eram embarcados em aviões de empresas aéreas dos Estados Unidos.

A postura da Casa Branca deste domingo é um gesto de cordialidade com o Brasil que surge no mesmo dia em que a administração americana informou que pode decidir suspender voos entre os dois países. O motivo seria o grande número de casos e mortes da covid-19 no país no Brasil.

"Acredito que hoje teremos uma nova decisão em relação ao Brasil, como fizemos com o Reino Unido, Europa e China, e esperamos que seja temporária", disse Robert O'Brien, consultor de segurança nacional dos Estados Unidos a rede de TV CBS.

Coronavírus