PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus: 'Segunda onda é sempre uma preocupação', diz Gabbardo

27.mai.2020 - João Gabbardo dos Reis, secretário-executivo do Centro de Contingência do combate ao coronavírus em São Paulo - ROGÉRIO GALASSE/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO
27.mai.2020 - João Gabbardo dos Reis, secretário-executivo do Centro de Contingência do combate ao coronavírus em São Paulo Imagem: ROGÉRIO GALASSE/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

Do UOL, em São Paulo

25/06/2020 14h03

O coordenador executivo do Centro de Contingência da Covid-19 de São Paulo, João Gabbardo, afirmou em entrevista coletiva hoje que o estado se preocupa com uma nova onda de infecções por coronavírus.

"A segunda onda sempre é uma preocupação. É assim em todos os países onde a curva começou a decrescer", disse Gabbardo.

O principal motivo da preocupação é o aumento de casos no interior do estado. Apresentando dados de ontem, Gabbardo mostrou que o número de mortes já é maior no interior do que na região metropolitana.

Enquanto a capital soma 6.675 mortes, o interior tem 6.677, ou seja, duas a mais. Segundo os especialistas, esse quadro deve se agravar nos próximos dias.

A secretária de Desenvolvimento Econômico, Patrícia Ellen, destacou que, por exemplo, na região de Franca houve crescimento de internações de 15% em relação à semana anterior. O cenário se repete em outras regiões do interior do estado.

Gabbardo alertou que as cidades do interior precisam melhorar os níveis de isolamento social, para diminuir os números de internações e mortes.

"Vínhamos observando ao longo dos últimos meses que o interior sempre manteve níveis de isolamento menores que os da capital e da grande São Paulo. Naquele momento, o interior tinha um número de casos relativamente pequeno e talvez a população não tenha tido a clareza dos riscos e da importância do isolamento social", disse.

Coronavírus