PUBLICIDADE
Topo

Interação em sala de aula pode levar à transmissão de covid-19, indica CDC

Sala de aula -  izusek/Getty Images
Sala de aula Imagem: izusek/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

29/06/2020 15h50

A interação em sala de aula entre professor e alunos pode levar à transmissão do novo coronavírus, de acordo com um estudo dos pesquisadores do CDC (sigla para Centros de Controle e Prevenção de Doenças), principal entidade de saúde pública dos Estados Unidos, mostra a CNN.

Publicada hoje, a pesquisa em doenças infecciosas emergentes detalha um caso em que um professor com a covid-19 pode ter infectado alunos após retornar à sala de aula enquanto ainda tinha sintomas da doença.

O professor contraiu o vírus em fevereiro, após viajar pela Europa. Ao voltar ao trabalho, ainda com sintomas como dor de cabeça, dor de garganta e fatiga, deu 16 aulas para turmas de cerca de 30 alunos.

Dez das aulas do professor foram descritas como "interativas", nas quais o professor andava e falava diretamente com os alunos.

No começo de março, o professor testou positivo para covid-19 e todos os alunos foram orientados a fazer quarentena em casa. Vinte e um deles, com idade média de 17 anos, participaram da pesquisa do CDC após a quarentena.

Dos cinco estudantes que haviam participado de aulas "interativas", dois tiveram resultados de testes de anticorpos que sugeriam que haviam sido infectados. Um desses estudantes apresentou sintomas por nove dias, incluindo dores musculares, coriza e tosse, e o outro aluno não apresentou sintomas.

Dois outros alunos das cinco turmas "interativas" não tinham evidências sorológicas que sugerissem que haviam sido infectados no passado, mas relataram sintomas leves — um com febre e dor de cabeça que durou um dia e outro com nariz escorrendo por um dia.

Dos 16 alunos que participaram das aulas não interativas — onde o professor se sentou principalmente em um local e teve interação limitada e estreita com os alunos —, sete relataram sintomas, incluindo dor de garganta, dor de cabeça, coriza e dores musculares. Mas os testes de anticorpos não encontraram evidências de infecção prévia por covid-19.

"O fechamento generalizado de escolas eliminou principalmente o risco de transmissão em sala de aula", diz o relatório.

"No entanto, esses resultados sugerem que a interação em sala de aula entre um professor infectado e os alunos pode resultar na transmissão de vírus".

Os autores observam que há limitações para a pesquisa, incluindo um baixo número de participantes e a possibilidade de que os alunos tenham sido expostos à covid-19 em algum outro lugar que não a sala de aula. Além disso, amostras de sangue podem ter sido coletadas muito cedo para os alunos desenvolverem anticorpos contra o coronavírus.

Coronavírus