PUBLICIDADE
Topo

Homem acha que covid-19 era boato, se contamina em festa e morre nos EUA

Hospital Metodista de San Antonio, onde homem de 30 anos morreu após ir a "festa da covid-19" - Reprodução/ ABC
Hospital Metodista de San Antonio, onde homem de 30 anos morreu após ir a "festa da covid-19" Imagem: Reprodução/ ABC

Do UOL, no Rio

12/07/2020 16h57

Um homem de 30 anos morreu por conta do novo coronavírus em San Antonio, no estado americano do Texas, após se contaminar em um evento conhecido como "festa da covid-19". O jovem confessou a enfermeiras que acreditava que a pandemia era um hoax, nome dado a boatos difundidos pela internet.

O homem foi internado no Hospital Metodista de San Antonio após apresentar os sintomas da covid-19. De acordo com Jane Appleby, diretora médica da unidade de saúde, ele teria confessado a presença na festa a enfermeiras pouco antes de morrer.

"Eu acho que cometi um erro. Pensei que era um hoax, mas não era", relatou a médica à rede de TV americana ABC.

Segundo a médica, a lógica da festa é descobrir se o vírus é real. Appleby relata que tem aumentado o número de jovens contaminados com o novo coronavírus na unidade.

Os Estados Unidos são o país com o maior número de mortes e casos confirmados da doença. De acordo com a Universidade John Hopkins, já são mais de 3,2 milhões de contaminados no país, que também registrou 135 mil óbitos por covid-19.

Apenas o condado onde fica San Antonio tem 18.602 casos e 166 mortos pela doença — dados que colocam a região entre as 30 mais afetadas em todo o país.

Coronavírus