PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Covid: Brasil chega a 97.418 mortes com 1.322 novos registros em 24 h

Profissional de saúde faz teste para detectar o coronavírus em motorista no Hospital Geral de Fortaleza - Divulgação/Governo do Ceará
Profissional de saúde faz teste para detectar o coronavírus em motorista no Hospital Geral de Fortaleza Imagem: Divulgação/Governo do Ceará

Do UOL, em São Paulo

05/08/2020 18h02Atualizada em 05/08/2020 20h19

O Brasil incluiu nos registros, nas últimas 24 horas, mais 1.322 novas mortes provocadas pela covid-19, apontou levantamento do consórcio de veículos de imprensa do qual o UOL faz parte. Agora, os dados somados das secretarias estaduais indicam que o número total de vítimas da infecção causada pelo novo coronavírus chegou a 97.418 em todo o país.

Os números apurados pelo grupo de veículos indicaram também que os estados registraram de ontem para hoje mais 54.685 casos da doença, o que eleva o total a 2.862.761.

Na média, o país teve 1.033 mortes registradas por dia na última semana. O consórcio de imprensa passou recentemente a divulgar esse dado, observado com base nos números de óbitos dos últimos sete dias. Essa operação é a mais adequada para acompanhar a tendência das estatísticas, por equilibrar as variações abruptas dos números ao longo da semana.

Com base no levantamento do consórcio, dez estados apresentaram desaceleração na média móvel de mortes nesta quarta ao passo que oito tiveram comportamento oposto, com alta nos números, na variação dos últimos 14 dias.

Entre as regiões, só o Norte apresentou redução e apenas o Sul teve alta. As outras três mantiveram-se estáveis, como a média nacional. Veja as oscilações nos estados:

  • Aceleração: AC, BA, MG, MS, PR, RN, RS e SC
  • Estabilidade: AL, DF, GO, MT, PI, RJ, RR, SP e TO
  • Queda: AM, AP, CE, ES, MA, PA, PB, PE, RO e SE

Balanço do governo apontou 1.437 novas mortes

O Ministério da Saúde informou hoje que passou a contabilizar, nas últimas 24 horas, 1.437 novas mortes em decorrência da covid-19. O número total de vítimas da infecção provocada pelo novo coronavírus agora chegou a 97.256 em todo o Brasil desde o início da pandemia.

Os dados do governo federal também apresentaram a inclusão de ontem para hoje de 57.152 novos diagnósticos da doença. No acumulado, o total de infectados no país agora é de 2.859.073.

A pasta ainda afirmou que atualmente o Brasil tem 741.180 pacientes em acompanhamento, enquanto outros 2.020.637 casos são considerados como recuperados.

Ocupação de UTIs em SP cai a 60,2%

O estado de São Paulo divulgou hoje quedas no índice de ocupação de leitos de UTI e na taxa de letalidade do coronavírus nos últimos dias.

Segundo Marco Vinholi, secretário de Desenvolvimento Regional de São Paulo, os leitos de UTI tem ocupação média de 60,2% nas cidades paulistas. A ocupação era de 62% na segunda (3), contra 66% da última sexta-feira (31).

A queda na letalidade da covid-19 é menor, mas também foi comemorada: de 4,2%, na segunda-feira, para 4,1% hoje.

"Essa queda vem acontecendo de maneira significativa", comemorou Vinholi — que, no entanto, adotou um discurso de precaução diante dos números. "É fundamentalmente um momento de cautela e de união de esforços para que a gente possa seguir com essa melhora de índices."

Veículos se unem em prol da informação

Em resposta à decisão do governo Jair Bolsonaro (sem partido) de restringir o acesso a dados sobre a pandemia de covid-19, os veículos de comunicação UOL, O Estado de S. Paulo, Folha de S. Paulo, O Globo, G1 e Extra formaram um consórcio para trabalhar de forma colaborativa e assim buscar as informações necessárias diretamente nas secretarias estaduais de Saúde das 27 unidades da Federação.

O governo federal, por meio do Ministério da Saúde, deveria ser a fonte natural desses números, mas atitudes recentes de autoridades e do próprio presidente colocam em dúvida a disponibilidade dos dados e sua precisão.

Coronavírus