PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

São Paulo tem todas as regiões na fase amarela pela primeira vez

Lucas Borges Teixeira e Patrick Mesquita

Do UOL, em São Paulo

11/09/2020 12h40Atualizada em 11/09/2020 16h51

Resumo da notícia

  • Etapa permite reabertura de shoppings, comécio, bares, restaurantes e salões de beleza com capacidade e horário reduzidos
  • Próxima atualização do Plano São Paulo acontecerá em 9 de outubro
  • Segundo Doria, caso haja piora nos índices, as regiões retrocederão diretamente para a fase vermelha, a mais restritiva

O estado São Paulo está pela primeira vez com todas as regiões na fase amarela do plano de reabertura econômica. As únicas regiões que ainda estavam na fase anterior (laranja), Franca e Ribeirão Preto avançaram hoje. Nesta etapa, é permitida a reabertura de atividades como shopping centers, comércio, bares, restaurantes, salões de beleza, barbearias e academias. Todos com capacidade reduzida e horário de funcionamento limitado.

De acordo com o governo paulista, o avanço se deu graças à melhora nos índices de óbitos, às novas internações e à taxa de ocupação de leitos de UTI (unidade de terapia intensiva) nas duas regiões. A partir de agora, o estado só deverá anunciar uma nova reclassificação em outubro.

"No estado todo a pandemia regride de maneira sólida. Caminhamos para a oitava semana seguida de declínio nas internações e as mortes estão em queda por cinco semanas", disse o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), em entrevista coletiva no Palácio dos Bandeirantes hoje.

Esta é a 13ª atualização do Plano São Paulo, programa estadual de retomada econômica. Ele tem cinco fases: a vermelha é a situação mais preocupante em relação à pandemia do novo coronavírus e impõe mais restrições à população; em seguida aparecem a laranja, a amarela, a verde e a azul. A última fase é para quando o cenário estiver controlado.

Na primeira atualização do plano, feita em 27 de maio, apenas 8,8% da população estava nessa fase, a intermediária entre as cinco. O índice chegou a ser zerado em junho, quando grande parte do estado estava na fase laranja.

Segundo o governo, nesta segunda, o estado chegou a 882.809 casos e 32.339 óbitos por covid-19.

Mudanças na reclassificação do Plano São Paulo

Doria também anunciou uma mudança na forma como é feita a reclassificação do Plano São Paulo. A partir de agora, todas requalificações passam a ser mensais e não mais quinzenais. Assim, a próxima atualização será feita no dia 9 de outubro.

Segundo o governador, um período mais longo de monitoramento poderá dar segurança para progredir nas regiões até a fase verde. Além disso, em caso de piora nos índices de alguma região, ela regredirá direto para a fase vermelha — a mais restritiva — e não mais para a laranja.

"A porta da fase vermelha continua aberta. E aqueles que, por alguma razão, piorarem seus indicadores, eles vão imediatamente regredir para a fase vermelha", afirmou o coordenador executivo do Centro de Contingência, João Gabbardo.

Coronavírus