PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Fiocruz pode ter vacinas em março de 2021, diz vice-presidente de produção

Ministério da Saúde e Fiocruz assinaram um memorando de entendimento com o laboratório britânico AstraZeneca - Freepik
Ministério da Saúde e Fiocruz assinaram um memorando de entendimento com o laboratório britânico AstraZeneca Imagem: Freepik

Do UOL, em São Paulo*

23/11/2020 13h20

O vice-presidente de Produção e Inovação em Saúde da Fiocruz, Marco Krieger, afirmou hoje que o cronograma estimado pela fundação prevê a produção de vacinas contra a covid-19 em dezembro e janeiro, e a disponibilização de doses em março, após submissão a órgãos de vigilância sanitária.

O Ministério da Saúde e a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) assinaram um memorando de entendimento com o laboratório britânico AstraZeneca, que desenvolve o imunizante junto com a Universidade de Oxford.

Krieger disse à GloboNews que em dezembro será assinado novo contrato que prevê a transferência de tecnologia. Segundo ele, dados sobre o estudo com a vacina no país têm sido apresentados em "pacotes" à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e, em janeiro, deve ser apresentado o último pacote de dados.

Hoje, a farmacêutica AstraZeneca, em parceria com a universidade de Oxford, anunciou que o imunizante pode chegar a 90% de eficácia.

A vacina de Oxford apresentou resultados melhores de eficácia (90%) quando aplicou uma dose e meia nos voluntários, em vez de duas doses.

*Com informações da Reuters

Coronavírus