PUBLICIDADE
Topo

Saúde

Conteúdo publicado há
4 meses

Vacinação na Europa começa no dia 27 de dezembro, anuncia UE

Ursula von der Leyen anunciou que a vacinação dos países do bloco começará em 3 datas: 27, 28 e 29 de dezembro - Frederick Florin/AFP
Ursula von der Leyen anunciou que a vacinação dos países do bloco começará em 3 datas: 27, 28 e 29 de dezembro Imagem: Frederick Florin/AFP

Do UOL, em São Paulo*

17/12/2020 08h31Atualizada em 17/12/2020 09h43

A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, anunciou hoje que a vacinação contra a covid-19 nos 27 países que compõem a União Europeia começará no próximo dia 27 de dezembro.

O bloco espera que, na semana que vem, a EMA (Agência Europeia de Medicamentos), órgão europeu similar à Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), aprove o uso emergencial da vacina produzida pela Pfizer em parceria com o laboratório BioNtech.

"Chegou o momento da Europa. Em 27, 28 e 29 de dezembro, a vacinação começará na União Europeia. Nós protegemos nossos cidadãos juntos. Juntos somos mais fortes", escreveu von der Leyen no Twitter. O bloco ainda não detalhou como será o escalonamento da vacinação dentro das três datas citadas.

O anúncio acontece no mesmo dia em que um dos principais líderes europeus, o presidente da França, Emmanuel Macron, anunciou que está com a covid-19. O francês, que completará 43 anos na próxima segunda-feira, ficará isolado nos próximos sete dias, mas continuará trabalhando e exercendo suas funções remotamente.

Vacinação em conjunto

Ontem, Ursula von der Leyen já havia anunciado que todos os países da União Europeia começariam a vacinar seus cidadãos ao mesmo tempo. "Para controlar a pandemia, precisaremos vacinar até 70% da população. Esta é uma tarefa enorme", disse a alemã ontem, em discurso no parlamento europeu.

As normas europeias permitem que os países adotem individualmente decisões sobre o início de campanhas de vacinação, mas a UE prefere uma ação unificada para evitar que algumas regiões fiquem atrasadas.

Paralelamente, Reino Unido - que não integra mais a UE -, Canadá e Estados Unidos já começaram a vacinar sua população, situação que provocou a impaciência de países como a Alemanha, que pressionava para iniciar a sua campanha antes do Natal.

No Brasil

O início da vacinação no Brasil ainda não tem data. O Ministério da Saúde anunciou que o uso emergencial de um imunizante começará cinco dias após a Anvisa autorizar. Já a campanha regular, com uso de vacinas com registro definitivo, está prevista para começar em meados de fevereiro, segundo disse ontem o ministro Eduardo Pazuello.

Também ontem, a Pfizer enviou dados de sua vacina para a Agência brasileira, mas segundo a Anvisa, trata-se de um relatório parcial de eficácia, ainda insuficiente para autorizar o uso. Nenhum fabricante ainda submeteu seus dados completos ao órgão.

*Com informações da AFP

Errata: o texto foi atualizado
Diferentemente do que informou a matéria, a vacinação regular contra covid-19 no Brasil está prevista para meados de fevereiro, não de maio. A informação foi corrigida.

Saúde