PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Forças Armadas levam 386 cilindros de oxigênio para tratar covid em Manaus

Homens das Forças Armadas carregam avião com cilindros de oxigênio para tratar a covid-19 em Manaus - Divulgação/Forças Armadas
Homens das Forças Armadas carregam avião com cilindros de oxigênio para tratar a covid-19 em Manaus Imagem: Divulgação/Forças Armadas

Do UOL, em São Paulo

13/01/2021 12h13Atualizada em 13/01/2021 14h05

As Forças Armadas transportaram na madrugada de hoje mais um lote de cilindros de oxigênio hospitalar para Manaus. Os seis novos equipamentos serão usados para a oxigenação de pacientes internados por causa da covid-19.

Ao todo, as Forças Armadas devem transportar 386 cilindros de oxigênio por aviões C-130 (Hércules), da FAB (Força Aérea Brasileira), para a capital amazonense.

O transporte teve início na sexta-feira (8) e deve terminar no domingo (17). No total, 386 cilindros de oxigênio deverão ser transportados por aviões C-130 (Hércules), da Força Aérea Brasileira (FAB), para o estado.

O envio dos cilindros foi um pedido feito pelo governador do Amazonas, Wilson Miranda Lima (PSC), e atendido pelo Ministério da Defesa.

O primeiro voo partiu de Belém, em direção à Manaus, na sexta-feira com o carregamento de 150 cilindros de oxigênio. No sábado (9), foi feito novo transporte de mais 200 cilindros para o tratamento dos pacientes. Até sábado, os aviões da FAB entregarão os 30 cilindros de oxigênio restantes.

Em dez dias, serão percorridos 37.600 km e alocadas 94 horas de voo. O equivalente a quase uma volta completa na Terra sobre a linha do Equador, de acordo com a Aeronáutica.

Coronavírus