PUBLICIDADE
Topo

Saúde

Conteúdo publicado há
1 mês

'Manter Bolsonaro presidente é condenar o povo à morte', diz Ciro Gomes

Ciro Gomes defendeu impeachment de Bolsonaro - Kleyton Amorim/UOL
Ciro Gomes defendeu impeachment de Bolsonaro Imagem: Kleyton Amorim/UOL

Do UOL, em São Paulo

26/02/2021 20h22

O ex-candidato à presidência da República Ciro Gomes (PDT) usou seu perfil no Twitter hoje para tecer duras críticas à forma como o governo federal vem lidando com a pandemia de covid-19. Ele ainda pediu o impeachment do presidente.

"Mais uma vez me dirijo ao que resta de decência do Congresso Nacional: manter Bolsonaro como presidente é manter nosso povo acuado, sem emprego, sem renda, sem comida e condenado à morte!", escreveu.

Para Ciro, a atitude de Bolsonaro de negar medidas restritivas e promover aglomerações é "criminosa". O ex-governador cearense defendeu os decretos de governadores e prefeitos que intensificam o isolamento social, como uma forma de tentar controlar a transmissão e, consequentemente, a lotação de hospitais.

"O Brasil está muito próximo de viver uma tragédia assustadora! Governadores e prefeitos estão tentando proteger a população com medidas restritivas, como toque de recolher e lockdown", defendeu. "E Bolsonaro, CRIMINOSAMENTE, promove aglomerações em municípios com graves índices de Covid-19", completou.

Ciro Gomes reforçou a opinião de especialistas e de outros políticos de que o sistema de saúde no Brasil vai entrar em colapso: "Bolsonaro está condenando a população brasileira a assistir ainda mais mortes. Repito: o que está projetado para os próximos dias é terrível. É o colapso do sistema de saúde!"

Saúde