PUBLICIDADE
Topo

Saúde

Conteúdo publicado há
1 mês

Reinício das aulas presenciais é suspenso pela Justiça no Rio Grande do Sul

Aulas presenciais iam começar mesmo com o estado na bandeira preta - Estefan Radovicz/Agência O Dia/Estadão Conteúdo
Aulas presenciais iam começar mesmo com o estado na bandeira preta Imagem: Estefan Radovicz/Agência O Dia/Estadão Conteúdo

01/03/2021 07h49

A retomada das aulas presenciais no Rio Grande do Sul, que ia acontecer a partir de hoje, foi suspensa em todo estado. A decisão foi proferida pela juíza Rada Maria Metzger Kepes Zaman, da 1ª Vara da Fazenda Pública de Porto Alegre. Ela afirmou que a postura do governo é contraditória, já que o Rio Grande do Sul vive agravamento da pandemia de covid-19.

"Contraditoriamente, no pior período da pandemia no Estado, o Poder Público pretende a reabertura das escolas para as aulas presencias para a educação infantil e 1º e 2º anos do Ensino Fundamental. Os números são completamente alarmantes e a previsão dos profissionais de saúde não é de diminuição dos contaminados em um futuro próximo, mas o agravamento desses números por todo o Estado", decretou a juiza Rada Maria.

O retorno das aulas presenciais já estava suspenso na capital Porto Alegre. O Tribunal de Justiça tinha impedido essa retomada na sexta-feira.

Dessa vez o processo foi movido pelo CPERS (Centro dos Professores do Estado do Rio Grande do Sul), sindicato que representa os professores do ensino estadual, além da Associação Mães e Pais pela Democracia.

A suspensão valerá enquanto o Rio Grande do Sul estiver em bandeira preta, no decreto de Distanciamento Controlado. O governo do estado defendia que parte das aulas presenciais poderia acontecer mesmo nesse grau mais elevado de disseminação do coronavírus.

Saúde