PUBLICIDADE
Topo

Saúde

Conteúdo publicado há
10 meses

Covid: Supermercados vão usar redes e panfletos para informar sobre vacinas

Ministério da Saúde (MS) assinou hoje a parceria com a Associação Brasileira de Supermercados (Abras) - Divulgação / Comunicação SUS
Ministério da Saúde (MS) assinou hoje a parceria com a Associação Brasileira de Supermercados (Abras) Imagem: Divulgação / Comunicação SUS

Natália Lázaro

Colaboradora do UOL, em Brasília

11/03/2021 12h42Atualizada em 11/03/2021 13h23

Em uma tentativa de ampliar a Campanha de Vacinação no Brasil, o Ministério da Saúde (MS) assinou parceria com a Associação Brasileira de Supermercados (Abras) para auxiliar na divulgação de informações sobre a imunização contra a Covid-19 no país. No acordo, os supermercados usar as redes sociais para orientar o público de cada grupo das fases da vacinação.

Também serão ofertados nos caixas dos estabelecimentos panfletos com informações sobre o andamento da imunização no país, reforçando a necessidade de atendimento médico imediato ao sentir os primeiros sintomas. Segundo a pasta, o objetivo é evitar o "agravamento da doença".

"Podemos fazer isso ampliando a comunicação nos caixas dos supermercados, além de informar a população sobre os grupos prioritários convocados para se vacinar naquele momento", disse, o chefe da pasta da Saúde, Eduardo Pazuello.

No Brasil, com a falta de incentivo do Executivo quanto a vacinação contra a Covid-19, agravado ainda com as falas do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) sobre a falta de eficácia das vacinas, parte da população tem se recusado a se imunizar. Com isso, o ministério tem sido questionado por parlamentares quando a ampliação da Campanha de Vacinação para evitar a circulação de notícias falsas sobre o assunto.

De acordo com a pasta, são mais de 90 mil lojas associadas a Abras com público diário de 28 milhões.

Saúde