PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Conteúdo publicado há
6 meses

Com 100% de ocupação, Curitiba não tem mais leitos para tratar covid-19

Curitiba está com todos os leitos de enfermaria e UTI para covid-19 ocupados - Tatiana Fortes/Governo do Ceará
Curitiba está com todos os leitos de enfermaria e UTI para covid-19 ocupados Imagem: Tatiana Fortes/Governo do Ceará

Do UOL, em São Paulo

19/03/2021 09h08Atualizada em 19/03/2021 09h26

A cidade de Curitiba está à beira de um colapso em seu sistema de saúde. Com 100% de ocupação de leitos na rede pública, a capital paranaense já não tem mais vagas para atender pacientes com covid-19. A informação consta no último boletim epidemiológico, divulgado ontem pela prefeitura.

De acordo com o boletim, os 479 leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) oferecidos pelo SUS (Sistema Único de Saúde) para tratar exclusivamente pacientes infectados pelo coronavírus estavam ocupados ontem.

A situação é a mesma para leitos de enfermaria. A taxa de ocupação dos 860 leitos clínicos estava em 101% ontem, segundo o boletim.

"Não restam leitos livres para internação de pacientes", informou a prefeitura de Curitiba.

Ontem, foram ativados dez leitos de enfermaria para tratar a covid-19 no Hospital São Vicente, mas a situação segue grave.

Casos e mortes

No boletim de ontem, Curitiba registrou 914 novos casos de covid-19 e 44 óbitos em decorrência da doença —sendo 33 dessas mortes ocorridas nas últimas 48 horas.

As novas vítimas são 22 homens e 22 mulheres, com idades entre 36 e 92 anos. Quatro não tinham fator de risco para complicações da covid-19.

Com isso, a capital paranaense chegou ao número de 161.967 casos e 3.381 mortes por causa da covid-19 desde o início da pandemia. Além disso, a prefeitura informou que há 13.963 pessoas com a doença atualmente na cidade e que podem transmitir o vírus para outros.

Coronavírus