PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Conteúdo publicado há
4 meses

Falha em armazenamento faz cidade do ES descartar 547 doses de vacina

Vacinas inutilizadas em Vila Velha eram as fabricados tanto pela Fiocruz (Oxford/AstraZeneca) e pelo Instituto Butantan (CoronaVac). -  Matthew Horwood Colaborador Getty Images
Vacinas inutilizadas em Vila Velha eram as fabricados tanto pela Fiocruz (Oxford/AstraZeneca) e pelo Instituto Butantan (CoronaVac). Imagem: Matthew Horwood Colaborador Getty Images

Do UOL, em São Paulo

19/03/2021 14h27

A secretaria municipal de Saúde de Vila Velha (ES) confirmou hoje que descartou 547 doses de vacinas contra covid-19 por problemas de armazenamento.

Em comunicado, a secretaria informou que uma perícia identificou falha mecânica na câmara de resfriamento da Unidade de Saúde de Vila Batista. A causa mais provável foi a falta de circulação do fluido refrigerante, o que ocasionou um entupimento na tubulação capilar do equipamento.

Ainda segundo a secretaria, uma auditoria interna apontou que o equipamento não possuía sistema de alerta de alta de temperatura. A administração alega que a gestão anterior solicitou a instalação do sistema para a prestadora de serviço.

'Há de se destacar que desde o dia 29 de dezembro do ano passado, ainda no período de transição entre governos, a secretaria de Saúde solicitou informações sobre a estrutura da rede de frio municipal, mas não obteve êxito", diz o comunicado.

"Por conta disso, novos documentos serão remetidos ao Ministério Público e a Polícia Civil para investigar possíveis condutas omissivas e negligentes que levou o município a inutilização de 547 doses das vacinas", completa o comunicado.

O descarte ocorreu após análise da Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz). Segundo a secretaria, os imunizantes inutilizados eram os fabricados tanto pela Fiocruz (Oxford/AstraZeneca) e pelo Instituto Butantan (CoronaVac).

Coronavírus