PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Conteúdo publicado há
3 meses

Butantan libera 3º lote da CoronaVac na semana com 2 milhões de novas doses

Funcionários do Instituto Butantan carregam caminhão com doses da CoronaVac que serão enviadas ao Ministério da Saúde - Divulgação/Governo de São Paulo
Funcionários do Instituto Butantan carregam caminhão com doses da CoronaVac que serão enviadas ao Ministério da Saúde Imagem: Divulgação/Governo de São Paulo

Do UOL, em São Paulo

19/03/2021 08h42Atualizada em 19/03/2021 12h36

O Instituto Butantan liberou na manhã de hoje 2 milhões de novas doses da vacina CoronaVac ao PNI (Programa Nacional de Imunização), do Ministério da Saúde. É o terceiro lote liberado nesta semana, totalizando 7,3 milhões de doses enviadas desde segunda-feira (15), o maior volume semanal até o momento.

O montante faz parte dos 46 milhões de doses inicialmente contratadas pelo Ministério de Saúde, que devem ser entregues até o final de abril, segundo o governo de São Paulo.

O embarque das vacinas contou com a presença do governador de São Paulo, João Doria (PSDB), do secretário estadual de Saúde, Jean Gorinchteyn, e do diretor do Butantan, Dimas Covas.

Durante a visita ao instituto, o governador acompanhou a troca de turno dos funcionários da linha de produção da CoronaVac e gravou um vídeo para suas redes sociais.

O Butantan chega a 24,6 milhões de doses da vacina contra a Covid-19 entregues ao Ministério da Saúde desde 17/01. Hoje...

Publicado por Instituto Butantan em Sexta-feira, 19 de março de 2021

7,3 milhões de doses entregues na semana

A remessa de hoje é a terceira liberada pelo Butantan nesta semana. Na segunda-feira (15), o instituto enviou 3,3 milhões de doses ao Ministério da Saúde. Na quarta-feira (17), outras 2 milhões de doses foram despachadas, mesmo número liberado hoje.

As vacinas enviadas ao Ministério da Saúde são enviadas para estados e municípios para que possam dar prosseguimento à vacinação de suas populações.

De acordo com o governo estadual, só em março já foram liberadas 11,1 milhões de doses da CoronaVac para o PNI, montante que supera o volume enviado em fevereiro (4,8 milhões). Com isso, o Butantan já liberou 24,6 milhões de doses desde o início da campanha de vacinação.

Além dessas 46 milhões de doses, o Butantan tem contrato com o Ministério da Saúde para o fornecimento de mais 54 milhões de doses da CoronaVac, totalizando 100 milhões de doses. O governo paulista espera finalizar essas entregas até o final de agosto.

Produção da vacina

No último dia 4, uma remessa de 8.200 litros de IFA (Insumo Farmacêutico Ativo), correspondente a cerca de 14 milhões de doses da CoronaVac, desembarcou em São Paulo para produção local. Outros 11 mil litros de insumos enviados pela Sinovac, parceira chinesa do Butantan, chegaram ao país em fevereiro.

Até o final deste mês é esperado um novo carregamento correspondente a cerca de 6 milhões de doses, o que permitirá o cumprimento integral do primeiro contrato firmado com o Ministério da Saúde, de acordo com o governo de São Paulo.

Com o aporte regular de matéria-prima, o Butantan formou uma força-tarefa para acelerar a produção de doses da vacina para todo o país. Uma das medidas foi dobrar o quadro de funcionários na linha de envase para atender a demanda urgente por imunizantes contra o coronavírus.

Entregas de doses da CoronaVac ao Ministério da Saúde:

  • 17/1: 6 milhões*
  • 22/1: 900 mil
  • 29/1: 1,8 milhão
  • 5/2: 1,1 milhão
  • 23/2: 1,2 milhão
  • 24/2: 900 mil
  • 25/2: 453 mil
  • 26/2: 600 mil
  • 28/2: 600 mil
  • 3/3: 900 mil
  • 8/3: 1,7 milhão
  • 10/3: 1,2 milhão
  • 15/3: 3,3 milhões
  • 17/03: 2 milhões
  • 19/3: 2 milhões
  • Previsão até 30/4: 46 milhões de doses (total de janeiro a abril)

*doses prontas para aplicação enviadas pela Sinovac. As demais foram envasadas, rotuladas e embaladas no complexo fabril do Butantan a partir de matéria-prima vinda da China.

Coronavírus