PUBLICIDADE
Topo

Saúde

Covid-19: Brasil vacina 228,5 mil com 1ª dose nas últimas 24 horas

Vacinação drive-thru forma fila em Guarujá, no litoral paulista - Helder Lima / Prefeitura Municipal de Guarujá
Vacinação drive-thru forma fila em Guarujá, no litoral paulista Imagem: Helder Lima / Prefeitura Municipal de Guarujá

Do UOL, em São Paulo

20/03/2021 20h07Atualizada em 20/03/2021 21h13

Neste sábado (20), o Brasil atingiu a marca de 11.721.357 milhões de vacinados contra a covid-19, o correspondente a 5,54% da população nacional. O levantamento é do consórcio de veículos de imprensa do qual o UOL faz parte, baseado nos dados fornecidos pelas secretarias estaduais de saúde.

De ontem para hoje, 228.503 brasileiros receberam a primeira dose da vacina. Já a segunda foi aplicada em 17.906 pessoas nas últimas 24 horas.

Até o momento, 4.140.109 já receberam as duas aplicações do imunizante, conforme recomendado pelos laboratórios que produzem a CoronaVac e a Oxford/AstraZeneca. O número equivale a apenas 1,96% da população do país.

O Amazonas permanece na primeira posição entre os estados que, proporcionalmente, mais aplicaram a primeira dose de vacina: 172.716 habitantes, o equivalente a 9,16% da população local. O Pará segue em último, com somente 3,28% de sua população imunizada com pelo menos uma dose.

Mato Grosso do Sul lidera, em termos percentuais, entre os estados que mais vacinaram com a segunda dose: 2,85% de seus habitantes.

Saúde libera uso de 100% das doses da CoronaVac

O Ministério da Saúde alterou a orientação para uso das doses da vacina contra covid-19 CoronaVac. Com a alteração, o governo federal passa a permitir que as secretarias de Saúde utilizem 100% das doses distribuídas nos dias 16, 17 e 20 de março como primeira dose, sem a necessidade de se reservar uma parcela do imunizante para aplicação de segundas doses.

A nova diretriz foi comunicada no sétimo informe técnico feito pelo ministério. A pasta afirmou que novos informes como este serão distribuídos semanalmente.

A medida adotada agora atende ao pedido da Frente Nacional de Prefeitos. A possibilidade de não reservar doses para a segunda aplicação já havia sido aventada anteriormente por governos locais, mas a incerteza em relação à disponibilidade do imunizante para aplicação das segundas doses dentro do prazo adequado impediu que esta política fosse utilizada.

Veículos se unem pela informação

Em resposta à decisão do governo Jair Bolsonaro de restringir o acesso a dados sobre a pandemia de covid-19, os veículos de comunicação UOL, O Estado de S. Paulo, Folha de S.Paulo, O Globo, G1 e Extra formaram um consórcio para trabalhar de forma colaborativa para buscar as informações necessárias diretamente nas secretarias estaduais de Saúde das 27 unidades da Federação.

O governo federal, por meio do Ministério da Saúde, deveria ser a fonte natural desses números, mas atitudes de autoridades e do próprio presidente durante a pandemia colocam em dúvida a disponibilidade dos dados e sua precisão.

Errata: o texto foi atualizado
A primeira versão deste texto informou equivocadamente 229,4 mil vacinações no total levantado pelo país. Diferentemente do que informou a home page, foram 228,5 mil vacinados hoje, e não 229,4 mil

Saúde