PUBLICIDADE
Topo

Saúde

Conteúdo publicado há
9 meses

Profissionais da segurança começam a se vacinar contra covid-19 em SP

Policiais participam de megaoperação em São Paulo contra tráfico de drogas - EDUARDO CARMIM/AGÊNCIA O DIA/AGÊNCIA O DIA/ESTADÃO CONTEÚDO
Policiais participam de megaoperação em São Paulo contra tráfico de drogas Imagem: EDUARDO CARMIM/AGÊNCIA O DIA/AGÊNCIA O DIA/ESTADÃO CONTEÚDO

Colaboração para o UOL

05/04/2021 07h51

O governo de São Paulo começa hoje a vacinar profissionais de segurança pública e administração penitenciária em todo o estado. A expectativa, segundo o governador João Doria (PSDB), é imunizar 180 mil trabalhadores da área.

"Estes profissionais são essenciais e estão diariamente expostos nas ruas, cumprindo o seu dever e obrigação de proteger a população. Mas protegem também aqueles que estão nos trabalhos essenciais, principalmente os que estão na linha de frente, que são os profissionais da saúde", disse Doria em coletiva realizada em 24 de março.

Estão inclusos no plano de vacinação os policiais federais que atuam em São Paulo, policiais militares, civis, bombeiros, da Polícia Científica, agentes de segurança e escolta penitenciária e guardas civis metropolitanos municipais.

Na última sexta-feira (2), idosos de 68 anos e trabalhadores do serviço funerário do estado de São Paulo puderam se vacinar.

Na próxima segunda-feira (12) será a vez dos profissionais da educação com mais de 47 anos, que totalizam 350 mil pessoas. Estes profissionais podem atuar nas redes municipal, estadual e privada. Nesta etapa, o plano prevê a imunização de professores, inspetores, diretores de escola, faxineiros e merendeiras.

Saúde