PUBLICIDADE
Topo

Saúde

BH desiste de suspender vacinação e amplia público para 64 anos

BH já vacinou cerca de 14% da população - Getty Images/iStockphoto
BH já vacinou cerca de 14% da população Imagem: Getty Images/iStockphoto

Colaboração para o UOL

08/04/2021 15h46

Diferentemente do que havia sido anunciado no início da tarde de hoje, a prefeitura de Belo Horizonte voltou atrás e não vai interromper a vacinação contra covid-19 por falta de doses. Com isso, irá ampliar a imunização, a partir de amanhã, para idosos de 64 anos, completos até 30 de abril. Confira aqui os postos e horários.

Isso será possível após a reorganização de doses junto aos postos de vacinação, considerando níveis de desistência e vacinas remanescentes de públicos anteriormente vacinados.

Antes, a prefeitura havia informado que todo o estoque enviado pelo Ministério da Saúde estava esgotado após a imunização de idosos na faixa de 65 anos, e trabalhadores da saúde De toda forma, o secretário municipal de Saúde, Jackson Machado Pinto, garantiu que a segunda dose para idosos de 76 e 75 anos está garantida e começará a ser aplicada no próximo sábado (10).

A incorporação das próximas faixas etárias e demais públicos ao cronograma do município, no entanto, dependerá do recebimento de novas remessas. A prefeitura e o secretário afirmam o sistema de saúde de BH possui "estrutura e profissionais prontos para vacinar a população".

De acordo com o último boletim epidemiológico divulgado pela SMSA (Secretaria Municipal de Saúde), a capital mineira já recebeu 721.970 doses, sendo 620.820 da Coronavac e 101.150 da Astrazeneca. Dessas, já foram aplicadas 379.167 (1ª dose) e 118.494 (2ª dose).

Governo de Minas vai distribuir nova remessa

O governo de Minas Gerais anunciou hoje que o estado vai receber mais 478.150 doses dos imunizantes contra a covid-19, que serão encaminhadas aos municípios de acordo com a velocidade de imunização de cada um. De forma que, aqueles que vacinarem mais rápido, receberão as unidades primeiro.

"Algumas prefeituras não buscam as vacinas com a velocidade que poderiam ou não aplicam com a velocidade que poderiam. Temos solicitado aos prefeitos que o processo não seja interrompido, apesar de sabermos que os profissionais de Saúde estão exaustos", disse o governador Romeu Zema (Novo), em entrevista coletiva. afirmou.

O Prefeito Alexandre Kalil (PSD), por sua vez, fez um post no Twitter e no Instagram, com uma comparação da porcentagem de imunizados em BH, Minas e no Brasil. O gráfico usa como fontes dados da imprensa e das secretarias municipais e estaduais de saúde.

Saúde