PUBLICIDADE
Topo

Saúde

Conteúdo publicado há
1 mês

São Paulo imunizou apenas 22,5% do público-alvo da vacinação contra a gripe

 Dia D de vacinação contra a gripe no Leme, na zona sul do Rio de Janeiro. - Tomaz Silva/Agência Brasil
Dia D de vacinação contra a gripe no Leme, na zona sul do Rio de Janeiro. Imagem: Tomaz Silva/Agência Brasil

Colaboração para o UOL

17/05/2021 13h34Atualizada em 17/05/2021 13h49

A cidade de São Paulo vacinou, até o momento, apenas 22,5% do público-alvo da campanha de vacinação contra a gripe. De acordo com a prefeitura, o município imunizou 824.141 pessoas contra o vírus da influenza, causador da gripe.

A expectativa é que até o fim da campanha, em 9 de julho, a capital paulista tenha imunizado pelo menos 4,7 milhões de pessoas.

Doses aplicadas até o momento

  • Crianças: 306.800
  • Idosos: 264.614
  • Profissionais da saúde: 112.734
  • Gestantes e puérperas: 46.601
  • Profissionais da edução: 24.144
  • Indígenas: 1.828

A campanha de vacinação contra a gripe começou no dia 12 de abril em todo o país. Diferentemente dos anos anteriores, a aplicação das doses neste ano se iniciou por crianças de 6 meses a 6 anos de idade, gestantes e puérperas, povos indígenas e trabalhadores da saúde.

Somente na fase 2, que se começou na última terça-feira (11), é que idosos a partir de 60 anos foram incluídos na vacinação, juntamente com os profissionais da educação.

A terceira fase da campanha começa no dia 9 de junho e vai atingir:

  • portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais
  • pessoas com deficiência permanente
  • trabalhadores das forças de segurança e salvamento e forças armadas
  • caminhoneiros
  • trabalhadores de transporte coletivo rodoviário de passageiros urbano e de longo curso
  • trabalhadores portuários
  • funcionários do sistema prisional
  • adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas
  • população privada de liberdade

No sábado (15), São Paulo fez um Dia D de vacinação contra a gripe, imunizando 68.753 pessoas.

A prefeitura alerta que pessoas infectadas com o novo coronavírus ou que tiveram alta há menos de 28 dias após contrair a doença não podem se vacinar contra a gripe neste momento.

A aplicação do imunizante também deve ser adiada caso a pessoa tenha se vacinado contra a covid-19 há menos de 15 dias ou se a segunda dose esteja agendada para os próximos 15 dias.

Saúde