PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Conteúdo publicado há
1 mês

São Paulo anuncia vacinação para profissionais de saúde com 30 anos ou mais

SP começa a vacinar amanhã profissionais de saúde autônomos com 30 anos - IGOR DO VALE/ESTADÃO CONTEÚDO
SP começa a vacinar amanhã profissionais de saúde autônomos com 30 anos Imagem: IGOR DO VALE/ESTADÃO CONTEÚDO

Lucas Borges Teixeira e Thaís Augusto

Do UOL, em São Paulo

18/05/2021 08h13Atualizada em 18/05/2021 13h32

O prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes (MDB), anunciou hoje que a capital paulista iniciou a vacinação de profissionais de saúde autônomos com 30 anos ou mais, uma antecipação do calendário da cidade em relação ao estado.

Ao anunciar a antecipação em entrevista à TV Globo, Nunes disse que a vacinação deste grupo começaria amanhã. Porém, mais tarde a secretaria municipal de Saúde confirmou que as doses a estes profissionais está disponível hoje. Até ontem, a capital estava vacinando apenas profissionais autônomos da saúde com 42 anos ou mais.

Segundo a secretaria municipal, todos poderão tomar a primeira dose nas quase 500 unidades de saúde da prefeitura e do estado, nos 76 drive-thrus em UBSs (unidades básicas de saúde) e nos 83 postos volantes de vacinação espalhados pela cidade.

A secretaria listou os seguintes grupos entre os profissionais de saúde com mais de 30 anos aptos para vacinação:

  • médicos
  • enfermeiros/técnicos auxiliares
  • nutricionistas
  • fisioterapeutas/terapeutas ocupacionais
  • biólogos
  • biomédicos
  • técnicos de laboratório que façam coleta de RT-PCR SARS-CoV2 e análise de amostra de Covid-19,
  • farmacêuticos
  • técnicos de farmácia
  • odontólogos
  • auxiliares de saúde bucal
  • técnicos de saúde bucal
  • fonoaudiólogos
  • psicólogos
  • assistentes sociais
  • profissionais de educação física e médicos veterinários.

Em uma agenda de vacinação, o secretário municipal de Saúde, Edson Aparecido, anunciou também o início da vacinação de pessoas com comorbidades e com deficiência permanente (BPC) acima dos 45 anos a partir de sexta (21).

No ato da vacinação, profissionais de saúde precisam levar, além de documento com foto, um documento do Conselho de Classe ou comprovante de profissão (certificado ou diploma). Já as pessoas com comorbidades devem apresentar documento com foto e laudo médico autorizando a aplicação da vacina.

Coronavírus