PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Conteúdo publicado há
1 mês

Consórcio Nordeste diz que receberá doses da Sputnik V no começo de julho

Wellington Dias assegurou que o Consórcio Nordeste receberá 37 milhões de doses da vacina Sputnik V - Geraldo Magela/Agência Senado
Wellington Dias assegurou que o Consórcio Nordeste receberá 37 milhões de doses da vacina Sputnik V Imagem: Geraldo Magela/Agência Senado

Colaboração para o UOL

15/06/2021 16h47Atualizada em 15/06/2021 18h30

Governadores do Consórcio Nordeste se reuniram hoje com o Fundo Soberano Russo para tratar da entrega de vacinas Sputnik V. Eles saíram com a promessa de que as primeiras doses serão distribuídas no começo de julho. E também confirmaram que haverá divulgação de um cronograma detalhado na próxima semana.

Wellington Dias (PT), governador do Piauí e presidente do Consórcio, disse que a quantidade de doses recebidas inicialmente será de cerca de 1,5 milhão de doses, a serem distribuídos entre os estados integrantes do Consórcio Nordeste.

O governador do Ceará, Camilo Santana (PT), publicou no Twitter que as primeiras doses de Sputnik V chegarão no começo de julho. O UOL confirmou a informação com o Consórcio Nordeste.

Já Dias afirmou que a reunião com o Fundo Russo serviu para garantir que o contrato firmado anteriormente será cumprido. Portanto os 37 milhões de doses serão entregues normalmente, assim que a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) autorizar para importação.

O governador do Piauí também aproveitou para defender o uso da Sputnik. "Eles têm experiencia em países menores, como San Marino, que vacinou 75% da população e está praticamente sem infecção. Portanto é muito importante para salvar vidas no Brasil."

No dia 4 de junho, a Anvisa aprovou a importação de quantidades determinadas e o uso em condições controladas das vacinas Covaxin e Sputnik V no Brasil. Em relação ao imunizante russo, foi autorizada de modo excepcional e temporário a importação de doses suficientes para 1% da população de cada um dos seguintes estados:

  • Bahia - 300 mil doses
  • Maranhão - 141 mil doses
  • Sergipe - 46 mil doses
  • Ceará - 183 mil doses
  • Pernambuco - 192 mil doses
  • Piauí - 66 mil doses.

Um primeiro pedido de importação e uso da Sputnik V foi negado pelos diretores em 26 de abril. Pouco depois, os governadores do Consórcio Nordeste encaminharam à Anvisa um pedido de reavaliação sobre a vacina russa, anexando o relatório da Federação Russa ao Ministério da Saúde para sanar dúvidas sobre o imunizante.

Coronavírus