PUBLICIDADE
Topo

Saúde

Conteúdo publicado há
1 mês

Ministro critica quem lamenta 500 mil mortes, em vez de "comemorar curados"

O ministro das Comunicações, Fábio Faria, declarou que políticos, artistas e jornalistas que lamentam a marca de 500 mil mortes pela covid-19 não comemoram o fato de milhões estarem curados e de que milhões de doses de vacina foram aplicadas no país. - Cleverson Oliveira/Mcom
O ministro das Comunicações, Fábio Faria, declarou que políticos, artistas e jornalistas que lamentam a marca de 500 mil mortes pela covid-19 não comemoram o fato de milhões estarem curados e de que milhões de doses de vacina foram aplicadas no país. Imagem: Cleverson Oliveira/Mcom

Do UOL, em Brasília

19/06/2021 15h42

O ministro das Comunicações, Fábio Faria, criticou neste sábado (19) "políticos, artistas e jornalistas" que lamentam a marca de 500 mil mortes pela covid-19, atingida hoje no Brasil, e não comemoram o fato de milhões estarem curados e de que milhões de doses de vacina tenham sido aplicadas no país.

A mensagem do ministro das Comunicações foi replicada pelo senador Flávio Bolsonaro (Patriota-RJ), filho do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, também usou as redes sociais hoje para falar sobre o assunto, mas foi para lamentar a marca de 500 mil mortes.

Queiroga disse que trabalhará para que todos os brasileiros sejam vacinados no menor tempo possível.

Saúde