PUBLICIDADE
Topo

Saúde

Conteúdo publicado há
1 mês

Teich lamenta 500 mil mortes e cobra mais eficiência no combate à covid

Teich foi Ministro da Saúde por menos de um mês - Edilson Rodrigues/Agência Senado
Teich foi Ministro da Saúde por menos de um mês Imagem: Edilson Rodrigues/Agência Senado

Colaboração para o UOL

19/06/2021 21h38

Nelson Teich, ex-Ministro da Saúde, se manifestou sobre as 500 mil mortes registradas por covid-19 no Brasil. Ele cobrou melhorias no sistema de saúde do país.

"Deixo aqui uma mensagem de carinho e respeito para as famílias dos mais de 500 mil brasileiros que morreram pela Covid-19. Esse número retrata o quanto precisamos melhorar a eficiência do combate à Covid-19 e do sistema de saúde como um todo", escreveu Teich no Twitter.

Teich foi o segundo Ministro da Saúde do governo do Bolsonaro. Ele assumiu após a exoneração de Luiz Henrique Mandetta, mas teve divergências e pediu pra sair 29 dias. Depois Eduardo Pazuello ficou no cargo até março de 2021.

O atual Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, também se manifestou hoje sobre as 500 mil mortes por covid-19. "500 mil vidas perdidas pela pandemia que afeta o nosso Brasil e todo o mundo. Trabalho incansavelmente para vacinar todos os brasileiros no menor tempo possível e mudar esse cenário que nos assola há mais de um ano".

Saúde