PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Conteúdo publicado há
1 mês

Após 500 mil mortes, Dilma culpa governo Bolsonaro por 'política genocida'

Dilma Rousseff disse que Bolsonaro foi omisso na busca por vacinas contra covid-19 - Reprodução
Dilma Rousseff disse que Bolsonaro foi omisso na busca por vacinas contra covid-19 Imagem: Reprodução

Colaboração para o UOL

19/06/2021 20h28

A ex-presidente Dilma Rousseff (PT) se manifestou sobre o registro das 500 mil mortes causadas por covid-19. Ela escreveu no Twitter que o governo Bolsonaro é responsável pela tragédia.

"A omissão criminosa adquirindo vacinas e o negacionismo diante da ciência e da vida fazem de Bolsonaro e do seu governo os responsáveis pela tragédia de 500 mil mortes. Expresso indignação e repúdio a essa política genocida. Minha solidariedade aos que perderam entes queridos", escreveu a presidente.

O Brasil terminou o dia com 500.868 mortes causadas por covid-19, de acordo com o consórcio de veículos de imprensa. Hoje foram registrados 2.247 óbitos. A média móvel dos últimos 7 dias está em leve alta, com 2.073 mortes.

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) não se manifestou sobre a marca. Ministros do governo, como Marcelo Queiroga (Saúde) e Tereza Cristina (Agricultura), lamentaram o ocorrido. Já o Ministro das Comunicações, Fabio Faria, preferiu criticar quem destaca as 500 mil mortes.

Na oposição, diversos políticos fizeram como Dilma e atacaram Bolsonaro. Senadores da CPI da Covid prometeram que os "responsáveis pagarão" por isso. E milhares de manifestantes se juntaram pelo Brasil para pedir a saída de Bolsonaro.

Coronavírus