PUBLICIDADE
Topo

Saúde

Conteúdo publicado há
1 mês

Covid: 104 milhões de brasileiros completam vacinação, 48,76% da população

Mais de 104 milhões de brasileiros já completaram a vacinação contra a covid-19 - Renato S. Cerqueira/Futura Press/Estadão Conteúdo
Mais de 104 milhões de brasileiros já completaram a vacinação contra a covid-19 Imagem: Renato S. Cerqueira/Futura Press/Estadão Conteúdo

Lucas Borges Teixeira e Ricardo Espina

Do UOL e Colaboração para o UOL, em São Paulo

16/10/2021 20h05

O Brasil está próximo da marca de 50% de pessoas com vacinação completa a covid-19. De acordo com o boletim divulgado pelo consórcio de veículos de imprensa do qual o UOL faz parte, o país atingiu hoje 104.005.629 pessoas com a segunda dose ou a dose única, o equivalente a 48,76% da população.

Ao todo, há 151.376.304 vacinados com a primeira dose no Brasil, o correspondente a 70,96% da população nacional. O total de aplicações da dose de reforço chegou a 4.147.794.

Com levantamento feito a partir dos dados fornecidos pelas secretarias estaduais de saúde, foram aplicadas 2.179.940 doses da vacina nas últimas 24 horas. Neste período, 1.217.021 brasileiros concluíram o ciclo vacinal, com 943.826 D2 e 273.195 doses únicas. Também foram aplicadas 431.761 primeiras doses e 531.158 de reforço.

Vacinação D1 16 de outubro - Arte/UOL - Arte/UOL
Imagem: Arte/UOL

Ceará e Minas Gerais não informaram dados atualizados sobre a vacinação até o horário de fechamento do boletim do consórcio, às 20h.

O estado de São Paulo permanece na liderança entre aqueles que, em termos percentuais, apresentam a maior parcela de sua população com vacinação completa: 63,05% dos habitantes locais. Mato Grosso do Sul (61,06%), Rio Grande do Sul (55,08%), Paraná (52,37%) e Santa Catarina (51,48%) vêm a seguir.

Os paulistas também aparecem na primeira posição quanto à proporção de habitantes que já receberam a primeira dose: 79,89% de sua população. Na sequência, estão Santa Catarina (74,19%), Rio Grande do Sul (73,61%), Espírito Santo (72,46%) e Paraíba (72,32%).

Vacinação D2 16 de outubro - Arte/UOL - Arte/UOL
Imagem: Arte/UOL

Rio suspende aplicação de dose de reforço até chegada de novo lote

A Prefeitura do Rio de Janeiro suspendeu a aplicação de doses de reforços da vacina contra covid-19 até a chegada de novos lotes do imunizante Pfizer. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, a medida foi tomada por causa da mudança no cronograma de entrega do Ministério da Saúde.

O calendário atual da cidade previa para este sábado (16) a vacinação de idosos de mais de 68 anos. A prefeitura não divulgou uma previsão de quando o processo será retomado, condicionando à entrega de novas remessas do ministério.

Ontem, a prefeitura do Rio de Janeiro já havia modificado o calendário da dose de reforço, que agora tem previsão para encerramento no dia 17 de novembro, com todas as pessoas com 60 anos ou mais vacinadas.

Veículos se unem pela informação

Em resposta à decisão do governo Jair Bolsonaro de restringir o acesso a dados sobre a pandemia de covid-19, os veículos de comunicação UOL, O Estado de S. Paulo, Folha de S.Paulo, O Globo, g1 e Extra formaram um consórcio para trabalhar de forma colaborativa para buscar as informações necessárias diretamente nas secretarias estaduais de Saúde das 27 unidades da Federação.

O governo federal, por meio do Ministério da Saúde, deveria ser a fonte natural desses números, mas atitudes de autoridades e do próprio presidente durante a pandemia colocam em dúvida a disponibilidade dos dados e sua precisão.

Saúde