PUBLICIDADE
Topo

Saúde

Médicos de SP discutem greve em assembleia nesta quinta: 'Caos anunciado'

Colaboração para o UOL

13/01/2022 18h39

Está marcada para acontecer na noite desta quinta-feira (13) uma assembleia para discutir uma possível paralisação de profissionais de saúde de São Paulo. Nas últimas semanas, devido ao avanço da variante ômicron do coronavírus, a categoria tem sofrido com unidades de saúde superlotadas, falta de medicamentos e defasagem nas equipes.

Em entrevista ao UOL News desta noite, a infectologista Juliana Salles, diretora do Simesp (Sindicato dos Médicos de São Paulo), afirmou que o caos está anunciado.

"Médicos e trabalhadores de saúde se veem em sobrecarga de trabalho e o apelo da população, muita gente esperando, diante dessa sobrecarga e histórico de falta de profissionais e profissionais esgotados", argumentou ela.

"Os médicos e trabalhadores da saúde estão há dois anos na pandemia extremamente esgotados, e há cobranças cada vez maior por metas de atendimento."

Na avaliação da categoria, disse Juliana, isso é um desrespeito da prefeitura, da secretária de Saúde e das organizações oficiais com os profissionais que estão na linha de frente no combate à pandemia.

"Nós tínhamos até o ano passado uma mesa de negociação com a prefeitura, mas foi extinta. Então pedimos a reabertura para que consigamos negociar a condição de trabalho desses profissionais, principalmente agora nessa situação de caos anunciado, de prenúncio de talvez um novo colapso."

Saúde