PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Conteúdo publicado há
3 meses

Ômicron: casos suspeitos da variante chegam a 97% no Brasil, diz estudo

Mutação coronavírus, covid-19, variante, ômicron, vírus - iStock
Mutação coronavírus, covid-19, variante, ômicron, vírus Imagem: iStock

Do UOL, em São Paulo

21/01/2022 07h58Atualizada em 21/01/2022 09h42

A variante ômicron atingiu 97% casos de suspeitos de contaminação pelo novo coronavírus em janeiro no Brasil. Segundo estudo realizado pelas redes Vírus e Corona-ômica BR, ambas ligadas ao Ministério da Ciência e Tecnologia, o aumento acompanhou a alta de casos positivos de covid-19 no país, demonstrando que a nova cepa tem "direta contribuição" com a alta nas contaminações.

O levantamento mostra que, em novembro e dezembro do ano passado, os casos suspeitos de contaminação pela ômicron foram, respectivamente, 3,4% e 67,5% de todos os diagnósticos registrados no país. Além disso, na primeira semana de janeiro, 13 estados brasileiros registraram contaminações pela variante entre 90% e 100% dos casos.

Em comparação com as cepas gama e delta, a ômicron alcançou 100% dos casos positivos em um menor intervalo de tempo desde a sua chegada ao país. De acordo com a pesquisa, a delta demorou cerca de 20 semanas a partir da sua detecção inicial para alcançar o total dos casos positivos. Já a ômicron atingiu o mesmo patamar em um período de seis semanas.

O estudo foi feito através da análise de 208.480 amostras, coletadas entre 11 de novembro de 2021 e 6 de janeiro de 2022 em todas as unidades federativas do Brasil.

Coronavírus