Obama pede mudança no debate sobre armas de fogo nos EUA

Orlando, Estados Unidos, 16 Jun 2016 (AFP) - Em Orlando, nesta quinta-feira (16), O presidente Barack Obama voltou a abordar a sensível questão das armas de fogo nos Estados Unidos, defendendo que haja uma mudança no debate.

No domingo (12), a cidade foi palco de um atentado que deixou 50 mortos, entre eles o atirador, na boate gay Pulse. O crime chocou o país e causou comoção na comunidade internacional.

Pouco depois de se reunir com familiares das vítimas, Obama convocou os congressistas a que respondam "à altura" e votem a favor de propostas limitando a venda de armas no país.

Hoje, Obama prestou uma homenagem aos 49 "inocentes" mortos na boate Pulse e evocou a dor "indescritível" das famílias.

"Essas famílias são parte da família americana", disse Obama, acrescentando que "nossos corações também estão destroçados".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos